Em clássico morno, Cruzeiro busca empate com América e mantém vantagem no Mineiro

Foto Capa: Juarez Rodrigues/EM/D.A Press
Foto Capa: Juarez Rodrigues/EM/D.A Press

Nenhuma grande inspiração em América e Cruzeiro no empate por 1 a 1, na tarde deste domingo, no Independência, pela semifinal do Campeonato Mineiro. Depois de início de jogo com alguma movimentação e chances de lado a lado, os adversários da capital pararam de propor o jogo. Mandante, o Coelho chegou ao gol primeiro, depois de Messias aproveitar cobrança de escanteio de Gerson Magrão. A Raposa respondeu minutos depois. Decisivo, Thiago Neves recebeu cruzamento preciso de Diogo Barbosa e empatou a partida.

Como terminou a primeira fase do Estadual na vice-liderança, o Cruzeiro joga por novo empate no confronto de volta, marcado para o Mineirão. O América precisará buscar o triunfo. A Federação Mineira de Futebol ainda não confirmou a data e o horário do duelo.

Antes da semifinal regional, o Cruzeiro volta a pensar em Copa do Brasil. Vitorioso no jogo de ida contra o São Paulo, no Morumbi, por 2 a 0, a Raposa decide em Belo Horizonte vaga nas oitavas de final da competição nacional. O jogo contra o Tricolor está marcado para a próxima quarta-feira, dia 19, às 19h30, no Mineirão. O time de Mano Menezes pode até perder por 1 a 0 que estará garantido na próxima fase. O América descansa até reencontrar o rival.

Confira os melhores momentos do jogo:

O jogo

Diferentemente do compromisso da última quarta-feira, diante do São Paulo, quando esperou o adversário e foi reativo, o Cruzeiro segurou a posse de bola e propôs o jogo na primeira metade da partida contra o América. Até para cumprir esse objetivo, Mano Menezes escalou Rafael Sobis, recuperado de desgaste muscular, na vaga de Ramón Ábila. O América, por sua vez, não conseguiu atender aos pedidos desesperados de Enderson Moreira para diminuir os espaços dados ao time de Mano Menezes.

As primeiras chances de perigo vieram com o Cruzeiro aos 18’ e aos 19’. Da intermediária, Thiago Neves testou a bola e forçou João Ricardo a fazer bonita defesa. Na cobrança de escanteio, no lance seguinte, Manoel cabeceou por cima do gol, quase abrindo o marcador. O América respondeu aos 25’. Depois de boa trama entre Hugo Almeida e Blanco, a bola chegou livre para Renan Oliveira, que falhou na finalização. Oportunidade que deu ânimo ao Coelho, mais atento aos desarmes e mais veloz na criação das jogadas a partir daquele momento.

Aproveitando-se da fragilidade defensiva do Cruzeiro pelo lado direito, por conta da insegurança de Mayke, o América dominou as ações finais do primeiro tempo. Aos 37’, o jogador do Cruzeiro perdeu a posse dentro da área para Renan Oliveira, que encontrou Gustavo Blanco livre. O volante finalizou com força, mas Rafael fez excelente intervenção. Na volta do intervalo, para corrigir esse problema, Mano Menezes trocou Mayke por Henrique e colocou Hudson para fazer a função na direita.

Segundo tempo

Com desempenhos pouco contundentes, trocas e passes preguiçosas e tentativas frustradas de lançamentos, América e Cruzeiro fizeram um começo de segundo tempo equilibrado. O cenário começou a mudar aos 16’, quando o América abriu o placar. Gérson Magrão cobrou escanteio fechado, a bola correu toda área celeste e sobrou para Messias, que aproveitou erro de marcação de Ariel para fazer 1 a 0. O Cruzeiro não demorou para responder na mesma moeda. Diogo Barbosa fez cruzamento preciso para Thiago Neves, dentro da área, empatar aos 22’. 1 a 1.

Mais cautelosos depois dos gols, América e Cruzeiro frearam o que poderia ser um novo momento de jogo. Com linhas médias de marcação, buscaram o gol adversário, mas sem investir tudo que poderiam nas infiltrações. Mano ainda tentou melhorar colocando Ramón Ábila, mas o desenho do jogo se manteve. Com o empate, a Raposa segue com a vantagem para o duelo da volta, no Mineirão, em horário e local ainda a serem confirmados pela Federação Mineira de Futebol.

AMÉRICA 1 X 1 CRUZEIRO

AMÉRICA
João Ricardo; Auro, Messias, Rafael Lima e Ernandes; Gustavo Blanco, Juninho, Gérson Magrão (Mike) e Renan Oliveira (Ruy); Felipe Amorim (Alex Silva) e Hugo Almeida. Técnico: Enderson Moreira.

CRUZEIRO
Rafael; Mayke (Henrique), Leo, Manoel e Diogo Barbosa; Hudson e Ariel Cabral; Thiago Neves, Arrascaeta (Rafinha) e Rafinha (Ramón Ábila); Rafael Sobis. Técnico: Mano Menezes.

Cartões amarelos: Renan Oliveira e Ernandes (América)
Gols: Messias, aos 16’2ºT; Thiago Neves, aos 22’2ºT

Público: 4.429
Renda: R$76.955,00

Motivo: jogo de ida das semifinais do Campeonato Mineiro
Local: Independência, em Belo Horizonte (MG)
Data e horário: 16 de abril de 2017 (domingo), às 16h
Árbitro: Igor Júnio Benevenuto (MG)
Assistentes: Pedro Araújo Dias Cotta (MG) e Ricardo Júnio de Souza (MG)

 

Reportagem: http://www.mg.superesportes.com.br/app/noticias/futebol/cruzeiro/1,10,1,17/2017/04/16/noticia_interior,396365/cruzeiro-busca-empate-com-america-e-mantem-vantagem-na-semi-do-mineiro.shtml / Foto Capa: Juarez Rodrigues/EM/D.A Press / Vídeo Youtube: https://www.youtube.com/watch?v=Dfi4ISLyV7U

Tags

0 Comentários “Em clássico morno, Cruzeiro busca empate com América e mantém vantagem no Mineiro”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *