Thiago Neves e Arrascaeta marcam, e Cruzeiro leva o clássico. Fred acaba expulso

Foto Capa: Agência I7/Mineirão
Foto Capa: Agência I7/Mineirão

Não vale nada? Clássico sempre vale! Pela segunda vez na temporada, quem saiu feliz do clássico mineiro foi o torcedor cruzeirense. Com mais volume de jogo e contando ainda com a expulsão do atacante Fred – logo aos 25 minutos do primeiro tempo, após atingir o rosto do zagueiro Manoel -, o Cruzeiro venceu o Atlético-MG por 2 a 1, mantendo a invencibilidade na temporada. E tirando a do rival, que vinha de nove vitórias seguidas no Campeonato Mineiro.

Os gols saíram dos pés de Thiago Neves, logo no primeiro minuto de jogo, e Arrascaeta, aos 13 da segunda etapa. Elias descontou aos 42 do segundo tempo. O resultado não mudou nada na tabela, já que o Cruzeiro continua em segundo lugar com 24 pontos, mas fez o time chegar ao sétimo clássico seguido sem derrota. O Atlético-MG, garantido em primeiro lugar, pouco produziu, muito em função da expulsão de Fred. Após o lance, o jogador deixou o gramado muito vaiado pela torcida cruzeirense.

Ainda invicto na temporada, o Cruzeiro agora se prepara para estrear na Copa Sul-Americana. Na terça-feira, às 21h45 (de Brasília), enfrenta o Nacional-PAR, no Mineirão, pelas oitavas de final da competição. Já o Atlético tem a semana livre para pensar na partida contra a Caldense, em Poços de Caldas, domingo, às 16h, pela última rodada da fase de classificação.

Confira os melhores momentos do jogo:

O jogo

Não deu tempo nem de aquecer. Logo no primeiro minuto de jogo, Thiago Neves recebeu no meio, avançou com liberdade até a entrada da área e chutou. Giovanni até tentou segurar, mas não deu para ele. Explosão azul e branco, esta em maioria no estádio, de alegria. O Atlético reagiu, foi para cima do Cruzeiro, principalmente com as jogadas pela direita. Mas, quando o time pressionava o arquirrival, Fred jogou contra o próprio patrimônio. Em lance na grande área, agrediu Manoel com um soco na cara e foi expulso direto. Ídolo da torcida cruzeirense, por ter atuado em 2005 e 2006, o jogador deixou o campo muito vaiado.

Ainda na primeira etapa, Ariel Cabral teve um gol anulado. O Atlético tentou esboçar uma reação no fim da primeira etapa, após a entrada de Luan na vaga de Cazares. Mas não conseguiu. No apito para o intervalo, os jogadores do time alvinegro foram para cima do árbitro Igor Junio Benevenuto, na bronca com a expulsão de Fred.

Na segunda etapa, o Atlético continuou buscando o empate, principalmente pelas jogadas pela direita. Mas aos 13, após triangulação, de Rafael Sobis, Thiago e Arrascaeta, o uruguaio – que costuma marcar gols contra o Atlético – saiu na cara do gol e mandou para o fundo do gol de Giovanni. Mais aliviado, o torcedor cruzeirense vibrou muito.

E vibrou até o final. O Cruzeiro manteve o controle da partida até o final, mesmo com o gol sofrido aos 42, após Rafael Moura ganhar disputa na área, e a bola sobrar para Elias, que mandou para o gol. Ainda teve o susto nos acréscimos, com o gol anulado de Rafael Moura. Mas a Raposa venceu o segundo clássico do ano e, por enquanto, é quem reina no Mineirão em 2017.

 

Reportagem: http://globoesporte.globo.com/mg/futebol/campeonato-mineiro/noticia/2017/04/thiago-neves-e-arrascaeta-marcam-e-cruzeiro-leva-o-classico-fred-e-expulso.html / Foto Capa: Agência I7/Mineirão / Vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=80qR8vMOTaA

Tags

0 Comentários “Thiago Neves e Arrascaeta marcam, e Cruzeiro leva o clássico. Fred acaba expulso”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *