Advogado da Odebrecht participa de fórum sobre a Lava Jato em São Gotardo

Foto Capa: Diego Oliveira/Portal SG AGORA
Foto Capa: Diego Oliveira/Portal SG AGORA

No último dia 23 de Outubro em São Gotardo, foi promovido pelo CESG (Centro de Ensino Superior de São Gotardo) a 1ª Exposição: Compliance e Lava-Jato. O evento voltado para os alunos universitários dos cursos de Direito e Administração contou com a palestra do Diretor Regional de Compliance da Oderecht, Dr. Alexandre Augusto Oimacht (CONFIRA AS FOTOS NO FINAL DA REPORTAGEM).

O advogado Dr. Alexanre Augusto Olmacht assumiu a Construtora Odebrecht logo após a empresa ser envolvida em uma das operações mais eficientes já executadas no Brasil, a Operação Lava-Jato. Vivendo um momento conturbado após seus principais dirigentes terem se envolvidos em crimes de lavagem de dinheiro e corrupção, o advogado teve como principal objetivo em sua chegada, reestruturar a imagem da empresa perante à todos os brasileiros.

Com ampla experiência em escritórios de advocacia e departamentos jurídicos de empresas, Dr. Alexandre começou seu trabalho de recuperação de ética e credibilidade da Odebrecht perante ao mercado nacional e também internacional. Em sua palestra, o advogado contou que quando chegou na empresa, mais de 25 projetos eram executados no Brasil e em outros países como Argentina, Bolívia, Chile e Uruguai. Após a operação, restaram para a construtora cerca de 7 projetos.

Apesar de não ter participado da fase da operação Lava-Jato na Odebrcht, Dr. Alexandre disse que sempre precisa responder sobre a operação contra a empresa iniciada no ano de 2016. A resposta do advogado é de que a empresa não foi responsável pelo crime de corrupção deflagrado e sim as pessoas que trabalhavam na empresa e tiveram seus nomes envolvidos na Operação Lava-Jato contra a empresa e família Odebrecht.

Ao final da palestra, Dr. Alexandre agradeceu a oportunidade oferecida pelo CESG a ele e também a Construtura Odebrecht, para que os novos projetos de transparência da empresa possam ser divulgados. Em sua última mensagem, Dr. Alexandre disse que por trás da empresa, centenas de brasileiros trabalham diariamente e tem a suas vidas e de suas famílias, dependentes de um emprego que é oferecido pela empresa no Brasil e em outros países de América do Sul.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADEUNINTER_Graduacao-e-pos

Operação Lava-Jato e Odebrecht:

As Delações da Odebrecht na Operação Lava Jato, também conhecidas como delações do fim do mundo, se referem ao acordo de leniência firmado entre o grupo Odebrecht e a Procuradoria-Geral da República (PGR) em dezembro de 2016, no âmbito da Operação Lava Jato. O acordo previu o depoimento de 78 executivos da empreiteira, incluindo o ex-presidente Marcelo Odebrecht, e seu pai, Emílio Odebrecht, o que gerou 83 inquéritos no Supremo Tribunal Federal (STF).

Em março de 2017, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu ao STF que retirasse o sigilo dos depoimentos. No mês seguinte, em 11 de abril, o ministro do STF Edson Fachin acolheu o pedido da PGR e retirou o sigilo dos inquéritos.

Em 12 de abril, o juiz federal Sérgio Moro seguiu a mesma linha do Supremo e retirou o sigilo das delações que envolviam pessoas sem foro privilegiado, de competência de julgamento de juízes de primeira instância. Segundo Moro, em seu despacho, “não deve o Judiciário ser o guardião de segredos sombrios. Além disso, a publicidade previne vazamentos ilegítimos, lamentáveis e de difícil controle”.

Esse acordo de leniência proporcionou o maior ressarcimento da história mundial. A Odebrecht e a Braskem se declararam culpadas e vão pagar em multas 3,5 bilhões de dólares, o equivalente a 12 bilhões de reais, sendo 80 por cento deste valor destinado ao Brasil.

Em 2018 o STF tira da Lava Jato a chamada delação do Fim do Mundo para depois mandar a maior parte a Justiça Eleitoral com os seguintes resultados até 2019: dos 415 políticos de 26 partidos citados, apenas 1 condenado. Gerou 270 investigações, mas só 5 delas virou ação penal. A firmação do acordo resultou em diversos desdobramentos da Operação Lava Jato no mundo todo, em especial na América.

Confira as fotos da palestra:

 

Reportagem: Diego Oliveira/Portal SG AGORA / Fonte da Reportagem, Fotos Utilizadas e Foto Capa: Diego Oliveira/Portal SG AGORA / Outras Informações: CESG (Centro de Ensino Superior de São Gotardo) / Wikipédia

Tags

2 Comentários “Advogado da Odebrecht participa de fórum sobre a Lava Jato em São Gotardo”

  1. Carlao disse:

    A nem pelo amor de deus melhorem essas matérias judia não, sera que não tem mesmo noticia boa e se noticia qualquer coisa
    E dai se veio um advg palestrar pra advg.
    Faz uma matéria da exploração da mao de obra clandestina maranhense na cidade
    Ou uma matéria sobre os milhões dos hospital regional e os funcionários q estão querendo justiça q trabalharam la
    Ou com os dados do IBGE sobre quantidades dos homens que morrem com câncer nos testículos em SG
    Paciência….

    • SG Agora disse:

      Leitor, tentamos reportar tudo que acontece em nossa cidade, inclusive as ações e eventos que são promovidos por nossos parceiros. Mas iremos anotar suas sugestões de matérias. Muito obrigado!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ANUNCIE
ANUNCIE

Enquetes

De 1 a 5, qual sua nota para os serviços oferecidos pela COPASA em São Gotardo?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...