Acostumado a reverter vantagens em casa, Victor quer que Galo evite cair em ‘armadilha’ no Horto

Nos últimos anos, o Atlético reverteu diversas vantagens em competições mata-mata diante de seu torcedor. Nas conquistas da Libertadores e da Copa do Brasil, o time precisou, em quatro oportunidades, passar pelos adversários depois de perder fora de casa por 2 a 0. Agora, a situação é muito mais confortável. Na primeira partida da semifinal do torneio nacional, o Galo venceu o Internacional por 2 a 1 no Beira-Rio. Nesta quarta-feira, às 21h45, no Independência, o Alvinegro pode até mesmo por 1 a 0 que avançará à decisão.

Para quem pensa que vai ser fácil, Victor manda o recado. O camisa 1 quer que o Atlético evite pensar que a fase semifinal já está resolvida e entre ‘desligado’ em campo. De acordo com o goleiro, o triunfo fora de casa pode se tornar uma armadilha, que deverá ser evitada pelo Galo no Independência.

“O resultado conquistado na semana passada torna esse jogo ainda mais difícil. Não podemos nos acomodar com esse resultado. Temos que respeitar o Internacional, que tem uma camisa muito forte. Temos que ir para campo na quarta-feira com nossa característica, indo para cima, propor o jogo com nosso ataque. Conquistar o bom resultado no primeiro jogo pode ser uma armadilha. Temos que evitar isso”, disse.

Entrar em campo em desvantagem tira um pouco a responsabilidade de uma equipe. Na filosofia do goleiro alvinegro, o maior desafio do Atlético será manter a concentração e o foco para aumentar o resultado e conseguir a classificação sem sofrimento.

“A pressão é a mesma mesmo após ter vencido fora de casa. A responsabilidade aumenta com essa pequena vantagem. Não podemos permitir que o adversário reverta isso. O foco e a concentração têm que ser ainda maior. Não é tão vantagem ter uma certa frente na decisão, porque o adversário entra com uma responsabilidade menor. O grande desafio é manter a concentração”, completou.

Inter com vários reservas

Assim como aconteceu na primeira partida, o Internacional deve entrar em campo com vários reservas, já que o foco principal do Colorado é fugir da briga contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro. Segundo Victor, a opção feita por Celso Roth não torna o jogo mais fácil para o Galo.

“A partir do momento que você está num clube grande, não existe essa situação de titular ou reserva. Contra o Santos, o Inter estava com reservas e se classificou. Isso tem que nos deixar em alerta, atentos. É uma camisa forte, um time muito tradicional. Eles vão vir para fazer o melhor deles. Não podemos pensar que isso pode tornar o jogo mais fácil”, concluiu.

 

Reportagem e Foto: http://www.mg.superesportes.com.br/app/noticias/futebol/atletico-mg/2016/11/01/noticia_atletico_mg,362265/acostumado-a-reverter-vantagens-em-casa-victor-quer-que-atletico-evit.shtml

Tags

0 Comentários “Acostumado a reverter vantagens em casa, Victor quer que Galo evite cair em ‘armadilha’ no Horto”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ANUNCIE
ANUNCIE

Enquetes

O Portal SG AGORA quer saber, você é a favor, contra ou indiferente ao fechamento do comércio local considerado não essencial em São Gotardo?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...