Agências bancárias do Alto Paranaíba e Triângulo aderem à greve nacional

Foto Capa: http://www.clickpicui.com.br/2016/09/greve-dos-bancarios-comeca-amanha-veja.html

Trabalhadores de diversas agências bancárias de cidades do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba aderiram à greve nacional desencadeada nesta terça-feira (6). A paralisação foi aprovada em assembleia na segunda-feira (5). Funcionários de Uberlândia, Uberaba e Patos de Minas pedem, principalmente, o reajuste salarial.

A reivindicação dos bancários é para reajustar o salário em 14,78%, sendo 9,7% de acordo com a inflação e 5% de produtividade. Além disso, também pedem a defesa do emprego, o combate às metas abusivas e ao assédio moral, o fim da terceirização, a defesa das empresas públicas, salário de ingresso, auxílio babá e a manutenção de direitos.

De acordo com Edivaldo Dias Cunha, presidente do Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos Bancários de Uberlândia e Região (Seeb), a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) ofereceu em reunião, no dia 29 de agosto, a proposta de reajuste de 6,5% e abono de R$ 3 mil, per capita, mas foi rejeitada pelos bancários.

Em Uberlândia, segundo Cunha, que representa 74 agências da cidade, somente os caixas eletrônicos funcionarão durante a paralisação, mas o pagamento das aposentadorias será feito normalmente.
“A greve é uma forma de incomodar os bancários para fazerem uma proposta decente. Não é bom pra ninguém. Desde o início de agosto estamos tentando uma negociação, mas tem uma intransigência por parte dos banqueiros”, explicou.

Ele conta ainda que a situação é a mesma em mais 19 cidades que são representadas pelo sindicato, sendo Coromandel, Patrocínio, Monte Alegre de Minas, Frutal, Centralina, Iturama e Paracatu.
Greve em Uberaba

Em Uberaba, segundo o vice-presidente do Sindicato dos Bancários de Uberaba, Reginaldo Palhares, que também representa a cidade de Planura, 20 agências da Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil estão paradas.
Funcionários que não aderiram ao movimento estão prestando serviços internos.Os caixas eletrônicos dessas agências estão funcionando normalmente.

De acordo com Palhares, cerca de 40% dos funcionários dos bancos aderiram à paralisação por tempo indeterminado, seguindo a greve nacional. A expectativa do sindicato é de que até o próximo fim de semana os banqueiros retomem as negociações com os funcionários paralisados.

A expectativa do sindicato é de que até sexta-feira (9), bancos particulares também devem aderir ao movimento.

Patos de Minas

O Sindicato dos Bancários de Patos de Minas e Região decidiu em assembleia, na última sexta-feira (2), que tambem irão paralisar as atividades por tempo indeterminado. Os funcionários rejeitaram por unanimidade a proposta da Federação Nacional dos Bancos (Fenaban).

Segundo o presidente do Sindicato, Ivan Gomes Caetano, os bancos lucraram R$ 29,7 bilhões no primeiro semestre e apresentam uma proposta rebaixada. “Não podemos aceitar que eles continuem tendo lucros bilionários e usem o argumento da crise para retirar os direitos dos trabalhadores”, concluiu Ivan.

Nota da Fenaban

Em nota, a Fenaban informou que “a proposta da Fenaban integra, para a maior parte dos bancários, aumento da remuneração que supera a inflação. Isso porque ela envolve, além dos 6,5% de reajuste salarial, um abono de R$ 3 mil reais. Somando ambos, o aumento chega a 15% para algumas faixas salariais. Além disso, a proposta inclui participação nos lucros e aumento no vale alimentação (que passará a R$ 523,48 mensais) e no vale refeição (que alcançará R$ 694,54 mensais). Esses e outros benefícios pagos aos bancários estão entre os mais altos do mercado”.

 

Reportagem Original: http://g1.globo.com/minas-gerais/triangulo-mineiro/noticia/2016/09/agencias-bancarias-do-alto-paranaiba-e-triangulo-aderem-greve-nacional.html

Tags

0 Comentários “Agências bancárias do Alto Paranaíba e Triângulo aderem à greve nacional”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ANUNCIE
ANUNCIE

Enquetes

O Portal SG AGORA quer saber, você é a favor, contra ou indiferente ao fechamento do comércio local considerado não essencial em São Gotardo?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...