Azeite quente faz mal?

azeite-quente-faz-mal
Especialistas explicam o que acontece quando o azeite é aquecido em casa.

Tradicional tempero em pratos, como saladas e refogados, o azeite oferece benefícios à saúde. Segundo Camila Gracia, nutricionista do HCor, o azeite é fonte de gorduras “do bem”, as monoinsaturadas que ajudam a reduzir os níveis de colesterol e previnem doenças cardiovasculares. Além disso, ele também é rico em antioxidantes, que combatem os radicais livres associados a doenças degenerativas e ao envelhecimento.

Contudo, uma das principais dúvidas que cercam o uso do azeite é em relação a suas propriedades depois de aquecido. Azeite quente faz mal?

Azeite aquecido
Segundo Camila, o calor não transforma a gordura monoinsaturada do azeite em gordura similar a do óleo comum. “Para que isso aconteça, é preciso que o azeite seja submetido a temperaturas muito altas e por muito tempo. A única diferença é que o aquecimento faz com o azeite perca seu poder antioxidantes”, explica.
Dr. Carlos Alberto Nogueira de Almeida, médico especialista da Associação Brasileira de Nutrologia (Abran), explica que, mesmo aquecido, o azeite mantém rica sua composição de ácido oleico, que contribui para a redução do colesterol ruim (LDL) sem afetar o colesterol bom (HDL).
“Mesmo após o aquecimento em condições de uso doméstico, o azeite não sofre mudanças significativas em seu perfil de ácidos graxos, que são os nutrientes básicos de um lipídeo. Não há a formação de gordura trans ou saturada”, completa o médico.

Link da reportagem: http://www.mulher.com.br/10134/azeite-quente-faz-mal-especialista-explica-o-que-muda-com-o-aquecimento

 

0 Comentários “Azeite quente faz mal?”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ANUNCIE
ANUNCIE

Enquetes

Qual foi o melhor show da FENACEN 2019?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...