Com time misto, Cruzeiro joga mal e empata com a URT em Patos de Minas

Foto Capa: Jhereh Patos/Light Press/Cruzeiro

URT e Cruzeiro entraram em campo neste sábado, no Zama Maciel, em Patos de Minas, invictos e em busca da liderança do Campeonato Mineiro. Quem vencesse, dormiria na ponta do Estadual. Ábila, para o Cruzeiro, e Gabriel Ceará, para a URT, marcaram os gols do empate por 1 a 1. A Raposa, por opção de Mano Menezes, entrou em campo com um time misto, com titulares e reservas.

O resultado colocou a Raposa na segunda colocação. O rival Atlético goleou o América por 4 a 1 e agora é o líder isolado da competição. A URT, por sua vez, chegou aos oito pontos e à terceira posição – podendo ser ultrapassada por Uberlândia e América.

Na próxima rodada, a URT viaja para enfrentar o Tupi em Juiz de Fora, às 16h de sábado. Pelo Campeonato Mineiro, o Cruzeiro volta a jogar apenas dia 2 de março, quinta-feira, contra a Caldense, no Mineirão. Antes disso, pela Copa do Brasil, quarta-feira, encara o São Francisco-PA, também no Gigante da Pampulha, às 21h45.

Confira os melhores momentos da jogo:

O jogo

O time mesclado do Cruzeiro começou o jogo pressionando a saída de bola do adversário e tentando surpreender logo no início. A URT, jogando em casa, teve calma para fugir da forte marcação do time da capital – que jogou de branco – e tentou as primeiras jogadas ofensivas pela esquerda, com Edmar, que foi muito acionado e deu trabalho a Mayke.

A marcação alta da Raposa deu resultado logo aos oito minutos, quando Alisson se aproveitou de um vacilo do adversário, roubou a bola na entrada da área e cruzou, mas a zaga da URT conseguiu afastar. O Cruzeiro seguiu com mais volume de jogo e teve mais uma boa chance com Ábila, aos 16. Ele recebeu pela esquerda, já dentro da área, e tentou driblar o zagueiro, que conseguiu o desarme. O atacante celeste pediu pênalti em um toque de mão do defensor, mas o árbitro mandou o jogo seguir.

Depois disso, a URT conseguiu equilibrar o confronto. Ao 25, Marques recebeu bom cruzamento pela esquerda e cabeceou firme, obrigando Rafael a fazer boa defesa – a única dele no primeiro tempo. O time da casa rodou bem a bola a procurou espaços para finalizar, mas a defesa cruzeirense se portou bem e não deixou espaços.

O Cruzeiro ainda teve algumas boas chances de ataque na primeira etapa, como aos 38, em chute frontal de Alisson de fora da área, aos 40, em jogada individual de Alex, desarmado pela zaga, e aos 45, quando Fabrício fez boa jogada e tocou para o meio da área, mas a defesa do time da casa conseguiu o corte. O empate sem gols, portanto, foi o placar final da primeira metade do jogo, que também foi marcada por faltas duras, como a de Mayke em Fabiano aos 34 minutos – recebeu cartão amarelo.

Segundo tempo

No intervalo, Mano Menezes sacou Alex do time e promoveu a entrada de Rafael Sobis, um dos titulares que estavam no banco de reservas. O atacante entrou muito bem no jogo, ajudando na movimentação ofensiva e criando boas oportunidades. Aos 14, ele finalizou de longe com muito perigo, obrigando Juninho a fazer boa defesa. Na sequência, o goleiro da URT foi exigido mais uma vez após chute de Alisson.

Estava amadurecendo o gol do Cruzeiro. Um minuto depois, Rafinha foi derrubado por Luan na área, e o árbitro marcou o pênalti. Ábila cobrou bem, rasteiro, no canto esquerdo de Juninho, que caiu para o lado errado.

Rodrigo Santana, treinador da URT, também mexeu no time para tentar mudar o jogo. Edmar deixou o campo para a entrada de Rafael Oller, e Gabriel Ceará entrou no lugar de Marques. Deu certo. Aos 23 minutos da etapa final, Gabriel Ceará recebeu boa bola de Carlinhos, invadiu a área e finalizou no canto de Rafael, sem chances para o goleiro do Cruzeiro, empatando o jogo.

O jogo continuou muito movimentado após o gol do time da casa, e Mano Menezes fez mais duas alterações: Elber entrou no lugar de Alisson, e Diogo Barbosa no lugar de Rafinha.

A URT esteve próxima da virada. Aos 30, Cascata levantou bola na área, a defesa afastou parcialmente e Carlinhos finalizou com muita força, levando perigo ao gol de Rafael. A bola ainda raspou no travessão antes de sair pela linha de fundo.

Aos 35, Ábila disputou com Luan na área e pediu pênalti. Nada a marcar. O jogo seguiu até o fim com as duas equipes procurando espaços para finalizar, mas sem sucesso. Virou 0 a 0, terminou 1 a 1.

URT X CRUZEIRO

URT – Juninho, Everton, Rodolfo, Luan e Fabinho; Jô, Cascata (Jordã) e Allan Dias; Carlinhos, Edmar (Rafael Oller) e Marques (Gabriel Ceará). Técnico: Rodrigo Santana

CRUZEIRO – Rafael, Mayke, Leo, Kunty Caicedo e Fabrício; Ariel Cabral, Henrique, Alisson (Elber), Rafinha (Diogo Barbosa) e Alex (Rafael Sobis); Ábila. Técnico: Mano Menezes

Local: Zama Maciel, Patos de Minas (MG)
Data: 18 de fevereiro de 2017, sábado
Horário: 16h30 (de Brasília)
Árbitro: Emerson de Almeida Ferreira (Asp. FIFA)
Assistentes: Guilherme Dias Camilo (FIFA) e Ricardo Junio de Souza (CBF)
Gols: Ábila, aos 16’ do segundo tempo; Gabriel Ceará, aos 23’ do segundo tempo
Cartões: Kunty Caicedo, aos 29’ do primeiro tempo; Jô, aos 33’ do primeiro tempo; Mayke, aos 34’ do primeiro tempo; Fabrício, aos 4 do segundo tempo; Luan, aos 11’ do segundo tempo

 

Reportagem: http://www.mg.superesportes.com.br/app/noticias/futebol/cruzeiro/2017/02/18/noticia_cruzeiro,384368/cruzeiro-cede-empate-a-urt-em-patos-e-perde-100-no-mineiro.shtml / Foto Capa: Jhereh Patos/Light Press/Cruzeiro / Vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=n4YHSB95ONU

Tags

0 Comentários “Com time misto, Cruzeiro joga mal e empata com a URT em Patos de Minas”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ANUNCIE
ANUNCIE

Enquetes

Com qual nota você avalia o trabalho da Prefeitura Municipal de São Gotardo até este momento?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...