Cruzeiro pressiona Botafogo, mas volta a empatar no Mineirão e perde chance de entrar no G6

Foto capa: Superesportes
Foto capa: Superesportes

A história se repetiu na tarde deste domingo, no Mineirão. Assim como no empate por 0 a 0 com o Vitória, no último fim de semana, o Cruzeiro controlou as ações, dominou o Botafogo, mas ficou no placar igual e sem gols em jogo válido pela 19ª rodada do Campeonato Brasileiro. Embora tenha criado oportunidades, o time de Mano Menezes pecou nas finalizações (foram 12 erradas) e não conseguiu furar o sistema defensivo do alvinegro da estrela solitária.

O empate acabou com sabor amargo, uma vez que o Cruzeiro desperdiçou a chance de terminar o primeiro turno do Campeonato Brasileiro no 5º lugar e no grupo dos seis primeiros colocados – zona de classificação para a Libertadores de 2018.
Durante a semana, Mano Menezes terá tempo para trabalhar com seus jogadores na Toca da Raposa II. Na próxima rodada, o Cruzeiro volta a atuar fora de seus domínios. O compromisso será no domingo, dia 13, diante do São Paulo, no Morumbi. O clássico interestadual está marcado para as 11h. O Botafogo, por sua vez, recebe o vice-líder Grêmio no Engenhão – também no domingo, mas às 19h.
Confira os melhores momentos do jogo no vídeo abaixo: 

O jogo
Confiante depois da goleada sobre o Vasco fora de casa, o Cruzeiro voltou ao Mineirão seguro sobre seu sistema ofensivo, propondo jogo e com muito volume. Ainda aos 2’, Sassá já tinha dado trabalho em finalização ao gol de Gatito Fernandéz e Rafinha havia colocado bola na trave direita do goleiro paraguaio. O time de Mano Menezes aproveitava, especialmente, a fragilidade de marcação pelo lado esquerdo da equipe da estrela solitária.
Acuado nos instantes iniciais da partida, o Botafogo controlou um pouco mais a posse de bola e conseguiu diminuir o ímpeto do Cruzeiro. Apesar disso, a equipe comandado por Jair Ventura nada assustou o goleiro Fábio e seguiu dando algum espaço ao time celeste, principalmente nos contra-ataques. Thiago Neves fez bonita jogada aos 42’, fintou dois marcadores, mas Alisson desperdiçou dentro da área. Ao fim da primeira etapa, os números mostraram a superioridade azul: foram nove finalizações da Raposa (três certas, seis erradas) e 56% de posse de bola.
Assim como iniciou a primeira etapa, o Cruzeiro voltou para o segundo tempo amassando o Botafogo em seu campo defensivo. A equipe celeste, porém, não conseguiu criar chances claras para abrir o placar. Quando não pecava no último passe, os pontas do esquema de Mano Menezes, Alisson e Rafinha, desperdiçavam as oportunidades de finalizações. Mano tentou corrigir os problemas acionando Robinho e Rafael Sobis no banco de reservas – Nonoca e Rafinha deixaram o time.
A chance clara apareceu. Aos 35’, Thiago Neves recebeu dentro da área, serviu Alisson de cabeça e o camisa 11 testou a bola na trave esquerda de Gatito. No lance, o Cruzeiro reclamou pênalti em Rafael Sobis, que foi deslocado por um defensor do Botafogo. A partida caminhou para os instantes finais com a Raposa propondo jogo, muito ofensiva, e dando espaços para o contra-ataque do Botafogo. Com Marcos Vinícius, o alvinegro foi dono da última chance do duelo, aos 42’. Guilherme saiu em velocidade e deixou o meia-atacante livre, na entrada da área. A finalização foi para fora.

Tags

0 Comentários “Cruzeiro pressiona Botafogo, mas volta a empatar no Mineirão e perde chance de entrar no G6”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *