Galo estreia na Copa do Brasil contra a Ponte Preta e traz lições da edição passada do torneio

20160823181319375164e

A briga pela liderança do Campeonato Brasileiro vai ficar em segundo plano no Atlético, pelo menos na noite desta quarta-feira. O clube inicia a caminhada em busca do segundo título da Copa do Brasil contra a Ponte Preta, às 21h45, no Mineirão, pelas oitavas de final. O jogo de volta está marcado para o dia 21 de setembro, às 19h30, em Campinas.

Apesar da disputa pela taça no Brasileirão, a dois pontos do líder Palmeiras, o Galo não quer tratar a Copa do Brasil como competição secundária. O time traz inclusive lições da edição passada do torneio mata-mata. Em 2015, o Alvinegro caiu logo nas oitavas de final, depois de empatar em casa por 1 a 1 com o Figueirense e perder fora por 2 a 1.

“Temos que entrar com pensamento que não existe jogo bobo, não tem mais favoritismo. Ano passado, contra o Figueirense, achávamos que teríamos condição de passar, mas encontramos dificuldades e saímos”, relembra o lateral Marcos Rocha.

A Ponte Preta faz boa campanha no Campeonato Brasileiro. Ocupa a sétima colocação, com 31 pontos, a seis da zona de classificação para a Copa Libertadores. “Vamos decidir com eles fora de casa. É importante fazer um bom jogo nesta quarta-feira para termos tranquilidade na partida de volta. Não podemos cometer erros. Em alguns jogos do Brasileiro, a gente acabou, pelo excesso de confiança para fazer um placar mais amplo, dando espaços aos adversários. É importante ter equilíbrio”, alerta o lateral.

O confronto com a Ponte Preta marca também o retorno do Atlético ao Mineirão. De acordo com Marcos Rocha, a maior parte do elenco se sente bem à vontade no Gigante da Pampulha, apesar da força apresentada pelo time no Independência.

“A gente precisa sim ter uma sequência no Mineirão. A torcida vai em maior numero, 70% ou 80% dos jogadores tem a preferência de jogar no Mineirão, mas a decisão é da diretoria. Estamos preparados para fazer grandes jogos no Mineirão”, destaca o jogador.

Escalação

O Galo não terá Fred contra a Ponte. O atacante já atuou pelo Fluminense nas primeiras fases da edição deste ano. O técnico Marcelo Oliveira não adiantou o time. Ele tem como opções para a vaga o armador Otero e os atacantes Carlos e Clayton. No fim de semana passado, pelo Brasileirão, Carlos foi o escolhido para ocupar o lugar de Fred, que estava suspenso.

Outra dúvida no Atlético é o titular da lateral esquerda. Douglas Santos voltou da Seleção Olímpica e encontrou a concorrência de Fábio Santos, que vem bem na equipe.

A Ponte Preta também têm desfalques por conta do regulamento. O volante Wendel e o atacante William Pottker participaram da Copa do Brasil 2016 por Goiás e Linense, respectivamente.

ATLÉTICO X PONTE PRETA

Atlético

Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Ronaldo e Fábio Santos (Douglas Santos); Leandro Donizete, Rafael Carioca, Maicosuel e Robinho; Carlos (Otero) e Lucas Pratto

Técnico: Marcelo Oliveira

Ponte Preta

Aranha; Nino Paraíba, Douglas Grolli, Fábio Ferreira e Reinaldo; João Vitor, Abuda (Galhardo) e Maycon; Clayson, Wellington Paulista (Rhayner) e Roger

Técnico: Eduardo Baptista

Motivo: jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil

Estádio: Mineirão

Data e hora: quarta-feira, 24 de agosto, às 21h45

Árbitro: Anderson Daronco (RS – FIFA)

Assistentes: Alessandro A Rocha de Matos (BA – FIFA) e Dibert Pedrosa Moises (RJ)

 

Reportagem e Foto: http://www.mg.superesportes.com.br/app/noticias/futebol/atletico-mg/2016/08/24/noticia_atletico_mg,347037/galo-estreia-na-copa-do-brasil-contra-a-ponte-preta-e-traz-licoes-da-edicao-passada-do-torneio.shtml

Tags

0 Comentários “Galo estreia na Copa do Brasil contra a Ponte Preta e traz lições da edição passada do torneio”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ANUNCIE
ANUNCIE

Enquetes

De 1 a 5, qual sua nota para os serviços oferecidos pela COPASA em São Gotardo?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...