Jovem de Rio Paranaíba que passou em Universidade mais não havia terminado o 3º ano, ganha o direito na Justição para fazer o curso

Um estudante do 3º ano do ensino médio da cidade de Rio Paranaíba, foi aprovado no vestibular da UFU-Universidade Federal de Uberlândia para cursar Engenharia Eletrônica de Telecomunicações, no campus de Patos de Minas. Porem por ainda não ter completado o 3º ano, o aluno foi barrado na hora de fazer sua matrícula para prestar a Universidade, o que frustrou o estudante e sua família.

Nesta semana, após a família entrar na Justiça para conseguir o direito de Lélis Félix Souza, de 17 anos, estudar na universidade, uma boa notícia foi dada ao garoto pela sua advogada: Ele poderá cursar a Faculdade que se inicia inclusive, no próximo mês de Agosto.

A advogada Dra.Júnia Gonçalves explicou que entrou com um mandado de segurança: “A UFU alegou que o estudante não estaria totalmente capacitado para ingressar no ensino superior. No edital consta que o aluno tem que ter concluído o ensino médio, porém existem umas brechas na Lei de Diretrizes Básicas da Educação, que alunos com maior aproveitamento podem pedir uma decisão liminar judicial para suprir o 3º ano do ensino médio”.

A liminar concedida foi favorável ao estudante. As aulas já terão início no dia de 17 Agosto. Lélis irá fazer uma prova supletiva ou aproveitar a nota do ENEM para conclusão do ensino médio.

O estudante mora no distrito de Chaves e é muito esforçado e dedicado. Segundo ele, a aprovação na UFU, veio de surpresa: “A minha aprovação na UFU veio de surpresa, pois realizei a prova apenas com o objetivo de testar meus conhecimentos e me preparar de certa forma para o exame do ENEM no final do ano. Na segunda passada tive o prazer de descobrir que havia sido selecionado em primeira chamada para o curso que já prendia cursar futuramente. Conversei com meus familiares e todos me apoiaram e aconselharam a tentar encontrar meios para ingressar antecipadamente no curso superior”, disse o jovem.

Agora que conseguiu, Lélis está ansioso: “Estou muito feliz e ansioso para que inicie as atividades acadêmicas e espero que possa colher bons frutos nessa nova empreitada”.

Sempre estudando em escola pública, o jovem aproveitou para fazer um agradecimento aos seus professores: “Agradeço toda a equipe de professores do ensino fundamental das escolas municipais João Barbosa de Barros do distrito de Chaves, da Padre Goulart e a Escola Dr. Adiron Gonçalves Boaventura que possui professores extremamente competentes e que aplica um metodologia de ensino muito eficaz”, concluiu.

A Universidade briga na Justiça também, para construir seu campus em Patos de Minas.

Fonte da reportagem: http://www.paranaibamaximus.com.br/noticias/justica-autoriza-estudante-paranaiba.html

0 Comentários “Jovem de Rio Paranaíba que passou em Universidade mais não havia terminado o 3º ano, ganha o direito na Justição para fazer o curso”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ANUNCIE
ANUNCIE

Enquetes

O Portal SG AGORA quer saber, você é a favor, contra ou indiferente ao fechamento do comércio local considerado não essencial em São Gotardo?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...