Novos resultados: Vacina CoronaVac tem eficácia global de 50,38% nos testes feitos no Brasil

Foto Capa: GETTY IMAGES

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

A CoronaVac registrou 50,38% de eficácia global nos testes realizados no Brasil, informou nesta terça-feira (12) o Instituto Butantan, que desenvolve a vacina contra a Covid-19 em parceria com o laboratório chinês Sinovac. O anúncio ocorreu em coletiva de imprensa em São Paulo.

O índice de eficácia global aponta a capacidade do imunizante de proteger em todos os casos – sejam eles leves, moderados ou graves. O número mínimo recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e também pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) é de 50%.

Na semana passada, o Butantan havia divulgado que, nos testes no Brasil, a CoronaVac atingiu 78% de eficácia na prevenção de casos sintomáticos leves, mas que precisaram de cuidados médicos. Aquele anúncio, portanto, descartou os infectados que não precisaram de atendimento.

Porém, quando esse grupo também foi levado em conta, aumentou o total de casos no cálculo – chegou-se, assim, à eficácia global de 50,38% (leia, abaixo, sobre a classificação usada pela OMS).

Na prática, significa que a CoronaVac tem potencial de:

  • reduzir pela metade (50,38%) os novos registros de contaminação em uma população vacinada;
  • reduzir a maioria (78%) dos casos leves que exigem algum cuidado médico.
    .

Além disso, nenhum dos vacinados ficou em estado grave, foi internado ou morreu.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Os testes da CoronaVac no Brasil foram feitos em 12.508 voluntários – todos profissionais de saúde da linha de frente do combate ao coronavírus – e envolveram 16 centros de pesquisa. Após o anúncio desta terça, especialistas disseram que a vacina é segura, evita casos graves e ajuda a frear a epidemia.

Diretor de pesquisa do Butantan, Ricardo Palácios apresentou os dados do estudo e afirmou que já estava prevista “uma eficácia menor em casos mais leves e uma eficácia maior em casos moderados e graves”.

“Nós conseguimos demonstrar esse efeito biológico esperado. Esta é uma vacina eficaz. Temos uma vacina que consegue controlar a pandemia através deste efeito esperado, que é a diminuição da intensidade da doença clínica”, disse Palácios.

Na sexta-feira (8), o Butantan – que é vinculado ao governo de São Paulo – encaminhou à Anvisa o pedido para uso emergencial da vacina. No dia seguinte, Dimas Covas confirmou a incorporação de todas as doses da CoronaVac ao Plano Nacional de Imunização (PNI), do governo federal, que deve gerir o calendário de distribuição das vacinas em todo o país.

Já o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), disse nesta segunda-feira (11) que vai ser mantido o cronograma de vacinação definido pelo Plano Estadual de Imunização (PEI), com previsão de iniciar a campanha até 25 de janeiro. Ele também cobrou do Ministério da Saúde uma definição de data para o PNI.

A CoronaVac é uma vacina contra a Covid-19 que usa vírus inativados. De acordo com pesquisadores chineses, o imunizante não apresentou “nenhuma preocupação com relação à segurança”. A maioria das reações foram leves, sendo dor no local da injeção a mais comum.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

.

Reportagem: Portal G1 / Link Original: https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/noticia/2021/01/12/vacina-coronavac-tem-eficacia-global-de-504percent-nos-testes-feitos-no-brasil-diz-instituto-butantan.ghtml?utm_source=facebook&utm_medium=social&utm_campaign=g1&fbclid=IwAR2VqtDqBfZ6zxh6T5stOqjgxfbnhCvZYPH3LqZg_zH7k_sFarFN6Jb48r8 / Foto Capa: Reprodução / Jetty Images

Tags

0 Comentários “Novos resultados: Vacina CoronaVac tem eficácia global de 50,38% nos testes feitos no Brasil”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ANUNCIE
ANUNCIE

Enquetes

Que tipo de conteúdo ou tema você gostaria de ler no Portal SG AGORA?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...