Polícia Militar Ambiental realiza apreensão de carne de animal silvestre e peixes em São Gotardo

Foto: Polícia Militar Ambiental de São Gotardo

Durante patrulhamento da Policia Militar Ambiental de São Gotardo pelo perímetro urbano da cidade neste último final de semana, um animal silvestre morto e vários peixes foram encontrados em uma residência e apreendidos pela PM após fiscalização na casa onde os animais se encontravam. O proprietário dos peixes se declarou como pescador profissional, porem não apresentou a documentação que comprovassem a origem do pescado. O homem foi encaminhado para a Delegacia de Polícia para prestar maiores esclarecimentos sobre o fato.

Segundo informações da Polícia Militar Ambiental de São Gotardo, a guarnição policial fazia um patrulhamento de rotina quando visualizou algumas caixas térmicas e materiais de pesca no alpendre de uma residência. Após realizarem contato com o morador da casa e responsável pelos materiais, o mesmo franqueou a entrada dos Policiais para a fiscalização e na presença das testemunhas declarou ser registrado como pescador profissional apresentando a sua licença de pesca. Durante a fiscalização, ao vistoriarem um freezer vertical e um freezer de geladeira dentro da residência, os policiais encontraram em seu interior 1,5 kg de peixe da espécie “Mandi”, 1,5 kg de peixe da espécie “Piau” e 4,4 kg de peixe da espécie “Dourado”, além da metade de um animal da fauna silvestre brasileira da espécie “Paca” com 3,0 kg.

Em conversa com o proprietário da casa, o Senhor relatou ter comprado os peixes antes do período da piracema, porém, não apresentou nenhum documento que comprovasse tal situação, como, declaração de estoque de pescado ou documento de origem de quem ele comprou, sendo que as espécies mencionadas devem ser preservadas no período da piracema de acordo com a portaria do IEF nº 154/2011. Com relação a carne da “Paca” o homem alegou não ter sido ele quem caçou, porém, informou que a ganhou o animal abatido durante uma pescaria de um cidadão nas margens do rio Indaiá, sem mais dados, e não tem nenhum documento de origem da carne, portanto, considerado proveniente da caça ilegal.

Com o fato confirmado o infrator foi preso e conduzido a Delegacia de Polícia Civil juntamente com todo o pescado e metade de um animal da fauna silvestre brasileira da espécie “Paca”. A carne do animal e peixes foram levados a análise do fiscal sanitário do município, que lavrou um laudo dizendo que as mesmas estavam em condições de consumo humano, sendo doadas a instituição filantrópica “Abrigo Lar Renascer”.

IMG-20160220-WA0049

Fonte da reportagem e fotos: Polícia Militar de São Gotardo

0 Comentários “Polícia Militar Ambiental realiza apreensão de carne de animal silvestre e peixes em São Gotardo”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ANUNCIE
ANUNCIE

Enquetes

O Portal SG AGORA quer saber, você é a favor, contra ou indiferente ao fechamento do comércio local considerado não essencial em São Gotardo?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...