Cruzeiro joga “pro gasto” e abre vantagem mínima contra a Chapecoense na Copa do Brasil

Foto Capa: Ramon Lisboa/EM/D.A. Press
Foto Capa: Ramon Lisboa/EM/D.A. Press

Com time misto, o Cruzeiro teve atuação apática diante da Chapecoense, mas fez o suficiente para vencer a partida de ida das oitavas de final da Copa do Brasil. O belo gol de Raniel, marcado em chute de fora da área logo a 2min de partida, decretou o triunfo estrelado por 1 a 0, nesta quarta-feira, no Mineirão. O resultado garantiu vantagem mínima ao time de Mano Menezes, que reencontrará os catarinenses no dia 1º de junho (quinta-feira), às 21h30, na Arena Condá, em Chapecó.

Confira os melhores momentos do jogo:

Também com equipe mesclada, sem vários titulares, a Chape cresceu de produção no segundo tempo e chegou a pressionar o Cruzeiro nos minutos finais. O gol de empate não saiu por muito pouco. O goleiro cruzeirense Rafael também fez defesas importantes. Parte da torcida protestou no fim e vaiou o time azul.

No próximo domingo, os clubes pensam nas decisões regionais. O Cruzeiro atuará no Independência, às 16h, contra o Atlético, precisando da vitória para se sagrar campeão mineiro. Como o primeiro duelo ficou empatado por 0 a 0, o alvinegro – detentor da melhor campanha da primeira fase – joga por nova igualdade. A Chape, por sua vez, encontra-se em situação confortável, pois ganhou por 1 a 0 o duelo de ida, na Ressacada, e pode empatar na Arena Condá para ser campeã estadual pela sexta vez.

Time titular? Que nada. Os discursos adotados por Mano Menezes, técnico do Cruzeiro, e Vagner Mancini, comandante da Chapecoense, ficaram apenas na teoria. Do lado mineiro, entraram o lateral-direito Lennon, o zagueiro Dedé, o volante Lucas Silva, o meia Alisson e o atacante Raniel. Na equipe catarinense, apenas os volantes Nathan e Andrei Girotto foram mantidos. Na certa os treinadores pouparam vários titulares em função das respectivas decisões de estaduais.

A Raposa mostrou sintonia em sua primeira troca de passes, logo aos 2min. Acionado na ponta esquerda, o garoto Raniel, de 20 anos, protegeu bem a bola, correu para o meio e bateu bonito de fora da área. A redonda entrou na gaveta, sem chances de defesa para Elias. Cruzeiro 1 a 0. Na comemoração, o jovem atacante fez um gesto como se estivesse ninando um bebê. É que Daniel, seu primeiro filho, nasceu no último sábado, em Belo Horizonte.

O gol serviu para esquentar a torcida. Afinal, fazia frio na capital mineira. Os termômetros chegaram a registrar 19ºC. Mas o bom início foi perdendo ímpeto no decorrer da etapa inicial. Como a Chapecoense não tinha força ofensiva para superar a marcação celeste, a partida ficou monótona. As equipes se limitaram a alguns chutes de longa distância, facilitando os trabalhos de Rafael e Elias. E o placar de 1 a 0 foi mantido até o fim.

No segundo tempo, tanto Cruzeiro quanto Chapecoense continuaram sem inspiração. Em desvantagem, o time catarinense até se lançou mais ao ataque, mas as conclusões foram imprecisas. As oportunidades mais claras fora com o atacante Arthur, que apanhou rebote quase na pequena área e chutou em cima da marcação, e Fabrício Bruno, em cabeceio já nos acréscimos. Já a Raposa, por ora sonolenta na partida, não ofereceu perigo a Elias, deixou o campo com algumas vaias e vai mesmo levar apenas um gol para a Arena Condá, em Chapecó.

CRUZEIRO 1X0 CHAPECOENSE

CRUZEIRO
Rafael; Lennon, Dedé, Caicedo e Diogo Barbosa; Henrique, Lucas Silva (Hudson, aos 30min do 2ºT), Thiago Neves (Rafinha, aos 16min do 2ºT) e Alisson; Arrascaeta e Raniel (Rafael Sobis, aos 25min do 1ºT). Técnico: Mano Menezes

CHAPECOENSE
Elias; Apodi, Victor Ramos, Fabrício Bruno e Diego Renan; Andrei Girotto, Nathan e Neném (Arthur, aos 18min do 2ºT); Niltinho (Rossi, aos 32min 2ºT), Túlio de Melo (Wellington Paulista, aos 19min do 2ºT) e Osman. Técnico: Vagner Mancini

Gols: Raniel, aos 2min do 1ºT (CRU)
Cartões amarelos: Dedé, aos 36min do 2ºT (CRU); Andrei Girotto, aos 25min do 1ºT; Wellington Paulista, aos 19min, Fabrício Bruno, aos 21min do 2ºT (CHA)

Motivo: jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil
Estádio: Mineirão
Data: quarta-feira, 3 de maio de 2017
Pagantes: 8.516
Presentes: 11.716
Renda: R$ 203.069,00

 

Reportagem: http://www.mg.superesportes.com.br/app/noticias/futebol/cruzeiro/2017/05/03/noticia_cruzeiro,399661/cruzeiro-vence-chapecoense-e-abre-vantagem-minima-na-copa-do-brasil.shtml / Foto Capa: Ramon Lisboa/EM/D.A. Press / Vídeo no Youtube: https://www.youtube.com/watch?v=961r9eLB_LE

Tags

0 Comentários “Cruzeiro joga “pro gasto” e abre vantagem mínima contra a Chapecoense na Copa do Brasil”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *