Campanha prorrogada: Agricultores de São Gotardo e Matutina podem ser heróis do campo com Projeto Cultivando Amor

Foto Capa: Victória Rabelo / Assessoria de Imprensa / Verde AgriTech

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

O setor agrícola é uma das forças que impulsiona a economia brasileira. Segundo a Confederação Nacional de Agricultura, em 2020 o setor foi responsável por quase 27% do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro. A organização projeta ainda um crescimento de 2,5% para o agro em 2021.

Mas não é somente na economia e na produção de alimentos nutritivos que os agricultores podem ajudar o Brasil. A união dos agricultores brasileiros em prol da sociedade brasileira pode ajudar muitas pessoas, através de instituições de saúde e educação, fazendo deles verdadeiros heróis.

É isso que o Cultivando Amor quer possibilitar para São Gotardo e Matutina. Ciente da importância do município para suas atividades, a iniciativa da Verde surgiu do desejo de colaborar com o bem-estar social dos habitantes. Saiba como funciona a campanha.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Projeto Cultivando Amor 2021: plantando sementes para um futuro melhor
.

Para cada hectare que os agricultores de São Gotardo e Matutina cultivarem utilizando o BAKS® ou o K Forte®, a Verde irá doar parte dos lucros com a venda dessas tecnologias para a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) de Matutina e para a Santa Casa em São Gotardo. A ação conta com o apoio dos Sindicatos Rurais dos municípios.

A APAE de Matutina dá auxílio a pessoas excepcionais através de reuniões, orientações e direcionamento para centros especializados. Além disso, a instituição dá apoio às famílias dos pacientes, propiciando mais qualidade de vida para eles, com a colaboração de cuidadores (pedagogos) e educadores sociais.

A instituição sobrevive com doações e pelo repasse de verba da prefeitura, entretanto os gastos fixos mensais não permitem a contratação de profissionais especializados, como fisioterapeutas, fonoaudiólogos ou psicólogos. Por isso, a voluntária da APAE, Eliana Maria da Silva, tem boas expectativas sobre a Campanha Cultivando Amor:

“As nossas expectativas são as melhores possíveis. Acreditamos que com essa parceria vamos conseguir dar uma melhor qualidade de vida para os usuários da APAE do município, aumentar número de cadastrados e colaboradores da associação. Será grande o impacto de ter profissionais qualificados para trabalharem com as dificuldades específicas das pessoas portadoras de deficiência.”

Em São Gotardo, a Santa Casa será beneficiada com o projeto. A instituição filantrópica privada oferece atendimento hospitalar geral e serviços de saúde para as cidades da microrregião do município de São Gotardo; que engloba as cidades de Matutina, Santa Rosa da Serra, Carmo do Paranaíba e Tiros.

Com a necessidade de entregar um serviço com mais qualidade e amplo, onde consiga receber mais pacientes, o Hospital Municipal da cidade passará a ser também a Santa Casa, se tornando uma organização público-privada, passando a atender ao SUS e a convênios particulares. Para esta ampliação, a instituição está passando por uma reforma e construção no prédio para aumentar a capacidade de atendimento. Estão sendo construídos os pavimentos de UTIs neonatal e adultos, o Centro de Hemodiálise e a subestação de energia elétrica, bem como a reforma de outras alas do hospital.

Valfrido Bueno, tesoureiro da Santa Casa, comenta: “Nós temos como objetivo ver a melhoria na saúde da região de São Gotardo, nossa expectativa é de que toda verba que vier é bem-vinda, o acabamento de nossa obra demanda uma verba alta e desejamos que a Verde efetue bastante venda na região para ajudar a Santa Casa e as pessoas que moram no município e dependem dos nossos serviços.”

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Como o agricultor pode ajudar a melhorar ainda mais a vida das pessoas?
.

Além de contribuir com a economia local e do país, ao participar do Projeto Cultivando Amor, os agricultores de São Gotardo e Matutina podem melhor ainda mais a vida dos pacientes e familiares atendidos pela APAE e pela Santa Casa de Misericórdia.

As lavouras do município, nutridas com K Forte® ou BAKS®, garantem as doações suficientes para arcar com:

Em Matituna:

  • Despesas fixas mensais da APAE: 59 hectares de milho ou 44 hectares de café;
  • Salário mensal de 3 colaboradores: 49 hectares de milho ou 37 hectares de café;
  • Contratação de psicóloga e fonoaudióloga: 89 hectares de milho ou 67 hectares de café.
    .

Em São Gotardo:

  • Despesa mensal da obra de ampliação: 2.770 hectares de cenoura ou alho;
  • INSS e fundo de garantia de colaboradores: 3.193 hectares de cenoura ou alho;
  • Construção da subestação de energia elétrica: 5.622 hectares de cenoura ou alho;
    .

Assim, os agricultores unidos, além de contribuir para a economia local e do país, podem ajudar os pacientes e familiares atendidos pela APAE de Matutina e pela Santa Casa de São Gotardo. É essa união que constrói um mundo melhor, que ajuda a melhorar a vida de todas as pessoas e a do Planeta.

Em 2020, o Projeto Cultivando Amor foi realizada na cidade de Patrocínio-MG e os resultados foram um sucesso, ajudando no funcionamento do Hospital do Câncer de Patrocínio, referência no tratamento oncológico da região e garantindo o acesso da população a um tratamento de qualidade na luta contra o câncer.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Além de melhorar a vida das pessoas, utilizar o BAKS® e o K Forte® melhora a qualidade e produtividade da lavoura
.

Os fertilizantes BAKS® e K Forte® são substitutos do Cloreto de Potássio (KCl), fertilizante mais utilizado como fonte de potássio pelos agricultores. O KCl conta com 47% de cloro em sua composição, sendo que estudos apontam que adubar uma lavoura com 200kg de KCl é equivalente a despejar 600 litros de água sanitária no solo, que o torna menos fértil e produtivo. Isso porque, o cloro em excesso mata a microbiota benéfica do solo.

Atualmente, o Brasil é o maior importador e segundo maior consumidor mundial de potássio, o que coloca o país vulnerável à inflação da comodity, sendo que mais de 80% do mercado de distribuição do fertilizante KCl é controlado por Canadá, Rússia e Bielorrússia.

O valor do potássio vem subindo desde o início de 2021. Em fevereiro, o KCl chegava ao Brasil por volta de U$270,00/tonelada. Para o terceiro trimestre, as ofertas para carregamento em agosto já estão acima de U$685/tonelada, considerando os preços no porto.  Optar por fertilizantes nacionais é uma maneira de se proteger deste cenário.

Os produtos da Verde são fabricados no Brasil, valorizam o que o país tem a oferecer e são uma opção para os agricultores ficarem menos dependentes de insumos importados.

Seja um herói do campo
.

Participar do Projeto Cultivando Amor é ser um herói do campo, produzindo alimentos mais nutritivos e melhorando educação e saúde para os moradores da sua região! A ação vai até o dia 31 de dezembro de 2022.

Os produtores interessados em participar dessa ação do bem podem realizar o seu cadastro no site: www.campanhacultivandoamor.com ou entrar em contato pelo telefone: (31)99585-0587.

.

Reportagem e Foto Capa: Victória Rabelo / Assessoria de Imprensa / Verde AgriTech

Tags

0 Comentários “Campanha prorrogada: Agricultores de São Gotardo e Matutina podem ser heróis do campo com Projeto Cultivando Amor”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ANUNCIE
ANUNCIE

Enquetes

Com qual nota você avalia o trabalho da Prefeitura Municipal de São Gotardo até este momento?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...