Casos do novo Coronavírus crescem de maneira acelerada em todo o Alto Paranaíba

Foto Capa: Arquivo/Portal SG AGORA

A primeira semana do mês de Junho assustou todos os moradores da região do Alto Paranaíba. Em menos de 72 horas, os casos confirmados para o novo Coronavírus cresceram de maneira alarmante em toda a região. Cidades como Arapuá (teve seus dois primeiros casos confirmados nesta semana), Lagoa Formosa e Serra do Salitre (esta última com situação mais delicada) que tinham poucos ou nenhum registro da doença, tiveram que mudar seus protocolos de saúde para combater a pandemia do Covid-19 de maneira mais severa e preventiva, ao verem os números de positivados crescerem rapidamente em seus municípios. A preocupação aumentou ainda mais, após muitas pessoas que testaram positivo, estarem assintomáticas para a doença, o que pode ter prosperado o alcance do vírus para mais pessoas e localidades.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

“Fora da curva de contaminação” de acordo com os dados divulgados, São Gotardo é uma das cidades com menos casos confirmados de Covid-19 em todo o Alto Paranaíba, desde o início da pandemia em Março de 2020, segundo informações da Secretaria Municipal de Saúde de São Gotardo (SMS-SG). Registrando seis (06) casos confirmados da doença, com todos os pacientes já curados segundo informações do último Boletim Epidemiológico Municipal, a cidade São-Gotardense tem situação confortável se comparada à outras cidades da região como Patos de Minas (104 casos confirmados), Carmo do Paranaíba (29 casos confirmados), Lagoa Formosa (25 casos confirmados) e Serra do Salitre (60 casos confirmados).

Apesar de poucos casos confirmados para a Covid-19, a situação de São Gotardo não deve ser comemorada e o sinal de alerta precisa continuar ligado. Assim como todas as cidades citadas nesta reportagem, São Gotardo depende hoje totalmente do Hospital Regional Antônio Dias, localizado em Patos de Minas, para atender pacientes com situações mais graves da doença e com necessidades de internação em leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva). Atualmente, o hospital na cidade patense conta com apenas dez (10) leitos de UTI disponíveis para atender pacientes com Coronavírus de trinta e três (33) cidades da Macrorregião Sanitária Noroeste de Minas Gerais (cerca de 700 mil pessoas). São Gotardo até poderia não precisar de tal dependência, caso tivesse conseguido finalizar as obras de seis (06) leitos de UTI para cidade, porem de acordo com a SMS-SG, houve atraso na entrega dos equipamentos médicos para os leitos e os mesmos continuam inacabados.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Com o surto do novo Coronavírus em toda a região do Alto Paranaíba neste início de mês de Junho e a pouca disponibilidade de leitos de UTI para combater pacientes em casos mais graves da doença na Macrorregião Sanitária Noroeste, algumas cidades já estudam fecharem suas fronteiras com barragens sanitárias rigorosas de combate ao vírus Covid-19, como a cidade de Patos de Minas. A medida é uma tentativa para tentar evitar mais contágios da doença nos municípios e também uma possível contaminação comunitária (quando o vírus se espalha pelo ar e não é possível detectar como a pessoa foi infectada com o mesmo). Outras cidades irão fechar o comércio considerado não essencial. Tudo, para evitar que o contagio do Coronavírus não se espalhe ainda mais nas cidades Alto-Paraíbanas.

.

Reportagem: Diego Olivera/Portal SG AGORA / Fonte da Reportagem: Expresso FM/Patos Notícias/Apuração Portal SG AGORA / Foto Capa: Arquivo/Portal SG AGORA

Tags

0 Comentários “Casos do novo Coronavírus crescem de maneira acelerada em todo o Alto Paranaíba”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ANUNCIE
ANUNCIE

Enquetes

Que tipo de conteúdo ou tema você gostaria de ler no Portal SG AGORA?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...