Como prolongar o efeito do desodorante e ficar cheiroso mais tempo

As bactérias presentes em algumas regiões do corpo, como as axilas, produzem suor e, em alguns casos, o mau cheiro, causando situações de desconforto e constrangimento. O desodorante é o aliado para que isso não aconteça, mas nem sempre tem a durabilidade necessária e acaba ficando “vencido” antes da hora. Para prolongar seu efeito, veja algumas dicas da dermatologista Silvia de Melo, da Clínica Ivo Pitanguy, no Rio de Janeiro.

Lave as axilas com sabonete suave e neutro, preferencialmente líquido, que é o mais indicado. Sabonetes especiais e antissépticos só são recomendados em casos de infecção.

Após o banho, enxugar bem é fundamental, pois se a região estiver úmida, poderá, de alguma forma, facilitar o crescimento de fungos e bactérias.

Escolha um desodorante que permita o suor. Ou seja, outro que não seja algum antiperspirante. Esse tipo impede o suor, o que não é bom, pois pode obstruir as glândulas sudoríparas, causando até mesmo um problema sério de inflamação e dores intensas. Você descobre o tipo de desodorante lendo a descrição na embalagem.

Quem tem pele sensível deve usar as fórmulas mais simples e sem muito cheiro ou perfume. O desododorante de calêndula sem cheiro é uma boa opção, pois normalmente causa menos alergia. Você encontra produtos desse tipo das marcas Dermage e Biotherm.

Normalmente o desodorante é aplicado somente pela manhã, mas, se a pessoa tiver uma atividade que favoreça o suor, ele deve ser reaplicado no meio da tarde.

A depilação ajuda a deixar a região das axilas mais cheirosa, já que os pelos podem favorecer o cheirinho desagradável do suor. Após a eliminação dos pelos, só use desodorante no dia seguinte, pois normalmente eles são à base de álcool e, estando a pele sensível, poderá irritar e arder.

A duração do desodorante depende também do material da roupa usada. As roupas mais indicadas são as de algodão e com cores claras, para tentar “absorver” o suor excessivo. Quanto menos sintético for o tecido, melhor.

Para dormir não é preciso usar desodorante, pois a tendência é não produzir suor. E, além disso, é importante que as axilas fiquem livres por um tempo, sem produtos químicos no local.

Reportagem: http://www.bolsademulher.com/beleza/como-prolongar-o-efeito-do-desodorante-e-ficar-cheirosa-mais-tempo

0 Comentários “Como prolongar o efeito do desodorante e ficar cheiroso mais tempo”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ANUNCIE
ANUNCIE

Enquetes

Em ano de Eleições Municipais, qual a sua nota para atual gestão política de São Gotardo? (Prefeitura e Câmara de Vereadores)

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...