Entenda o que é a Microcefalia e o vírus “Zica”

microcefalia_2

A partir de agora, exames pré-natal terão que ser feitos com mais atenção. Essa é a principal orientação, para os médicos responsáveis pelo acompanhamento das mulheres durante a gravidez. A preocupação surge com o aumento de casos de microcefalia em recém-nascidos detectados no Nordeste do País, supostamente causados pelo Zika vírus.

Os casos de bebês nascidos com microcefalia aumentaram mais de 400%, este ano, no Nordeste. O problema está atraindo a atenção de especialistas do Ministério da Saúde que investigam a relação entre as doenças.

A Secretaria de Saúde de São Paulo informa que não há surto de microcefalia no Estado, mas não fornece dados sobre a má-formação. Até agora, foram notificados três casos de Zika (nas regiões de Campinas e São José do Rio Preto).

Em São Vicente, no entanto, aumentaram de um, no ano passado, para quatro, este ano, os casos de microcefalia em bebê.

Cuidados

Jackeline de Noronha Rodrigues está grávida de cinco meses do primeiro filho e não esconde a preocupação com o desenvolvimento do bebê. “Li que a fase mais vulnerável são os três primeiros meses. Isso me deixou mais tranquila”.

Jackeline, no entanto, diz continuar atenta ao pré-natal. “Já fiz três ultrassons, incluindo o morfológico, e está tudo bem”.

O combate à Zika deve ser feito da mesma forma como se combate a dengue, já que as doenças são transmitidas pelo mesmo mosquito. “Vamos reforçar as ações de controle, mas precisamos muito da ajuda da população”.

O mosquito se reproduz em água limpa e parada. De acordo com previsões meteorológicas, o próximo verão será quente e chuvoso. Por isso, é importante ficar atento a vasos de plantas, potes de animais, lixo ou qualquer coisa que possa acumular água.

Rede particular

Segundo o secretário de Saúde de Santos, a rede pública dos municípios não está preparada para descobrir se o paciente está com dengue, chikungunya ou zika. O sangue colhido é enviado ao Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo, para análise. “Para a dengue, existe o teste rápido, usado pelos municípios. Mas não existe um produto que ateste as outras doenças”.

Já o Laboratório de Análises Clínicas de Santos afirma que tem os kits para detectar se o paciente contraiu dengue, chikungunya ou zika.

“Se a pessoa apresenta sintomas de dengue e o teste dá negativo, aí investigamos as outras duas doenças”, explica a bioquímica Marilda Nogueira, gerente científica do laboratório.

Segundo ela, os testes são específicos para cada uma das doenças e custam cerca de R$ 1 mil.

mosquito da dengue
O combate à Zika deve ser feito da mesma forma como se combate a dengue

O que o Governo diz

Até o momento, o Ministério da Saúde fez um apelo para uma mobilização nacional no combate ao mosquito Aedes aegypti.O governo lançou uma campanha para alertar para o fato de que o mosquito mata.

Nessa segunda-feira, o ministério informou que “está em contato com as secretarias estaduais e municipais para articular uma resposta conjunta e, em especial, mobilizar ações contra o mosquito Aedes aegypti. Comitês de especialistas apoiarão o Ministério da Saúde nas análises epidemiológicas e laboratoriais, bem como no acompanhamento dos casos.”

No dia 13 de novembro, um alto funcionário do Ministério da Saúde, Cláudio Maierovitch, diretor do departamento de Vigilância de Doenças Transmissíveis, recomendou que as mulheres não engravidassem.

“Não engravidem agora. Esse é o conselho mais sóbrio que pode ser dado”, disse.

Atualmente, Ministério da Saúde abaixou o tom e recomenda cautela a mulheres que pretendem engravidar.

Também recomenda que grávidas usem roupas de manga comprida, calças e repelentes apropriados para gestantes.

É importante que as gestantes mantenham o acompanhamento e as consultas de pré-natal, com a realização de todos os exames recomendados pelo médico.

A Presidência também determinou a convocação do chamado Grupo Estratégico Interministerial de Emergência em saúde Pública de Importância Nacional e Internacional (GEI-ESPII), que envolve 19 órgãos e entidades, para a formulação de plano nacional do combate ao mosquito.

No momento, há 199 municípios brasileiros em situação de risco de surto de dengue, chikungunya e zika.

Ministério da Saúde confirmou relação entre vírus zika e microcefalia.

Reportagem: http://www.atribuna.com.br/noticias/noticias-detalhe/cidades/apos-casos-de-microcefalia-pre-natal-vai-exigir-mais-atencao-dos-medicos/?cHash=65e4e38ef1269317949ab581e077bfd7

0 Comentários “Entenda o que é a Microcefalia e o vírus “Zica””

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ANUNCIE
ANUNCIE

Enquetes

Qual deve ser o nome do mascote do Portal SG AGORA na FENACEN 2019?

  • Hilário (64%, 34.261 Votos)
  • Oscar (32%, 17.052 Votos)
  • Horácio (2%, 1.338 Votos)
  • Rabitt (2%, 968 Votos)
  • Millo (0%, 63 Votos)

Total de Participantes: 53.682

Carregando ... Carregando ...