Entenda porque o agricultor brasileiro paga caro pelos insumos agrícolas

Foto Capa: Assessoria de Imprensa-Verde

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Todas as semanas, o Evento com Gigantes recebe especialistas para trocar conhecimentos e experiências com você. O evento promovido pela Verde é online e a participação é gratuita. 

Para se inscrever e conferir mais informações, acesse o site https://www.kforte.com.br/encontrocomgigantes/  

Veja o tema dessa semana e participe!

  • 03/12 às 19h – Por que os insumos agrícolas são mais caros no Brasil?
    .

O preço dos insumos agrícolas no Brasil chega a ser 86% mais alto que nos outros países do Mercosul, onerando excessivamente o agricultor brasileiro. Mas por que isso acontece? Entre os fatores que contribuem para essa diferença tão grande estão a alta carga tributária, a taxa de câmbio, o custo Brasil e a logística ineficiente.

Para falar mais sobre esses fatores e esse cenário agrícola brasileiro, a Verde convida para o Encontro com Gigantes o Economista, especialista Tributário e ex-Deputado Federal, Luiz Carlos Hauly. Luiz é autor ou relator de importantes legislações tributárias no Brasil. Além dele, participa também do evento o Engenheiro Agrônomo, pesquisador da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA) e articulista de jornais, revistas e sites especializados, Décio Gazzoni. Décio atua em diversos órgãos nacionais e internacionais, além de ter 7 livros e inúmeros artigos publicados. 

Saiba mais sobre os palestrantes: 

Luiz Carlos Hauly – Luiz Carlos Hauly é economista, especialista Tributário e ex-Deputado Federal por sete mandatos consecutivos, entre 1991 e 2019. Com quase 40 anos de experiência em matéria tributária, Luiz Carlos conseguiu se tornar uma autoridade no assunto, atuando agora como Consultor Tributário. Em sua frutífera atuação política, é autor ou relator das mais importantes leis tributárias do Brasil, como a Lei Geral da micro e pequena empresa (Lei do SuperSimples); a Lei da desoneração das exportações de commodities e semielaborados; e a Lei do MEI. Luiz Carlos Hauly é formado em Economia pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). 

Décio Gazzoni – Décio Luiz Gazzoni é Engenheiro Agrônomo, pesquisador da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA) e articulista de jornais, revistas e sites especializados. Em frutífera carreira científica, Décio recebeu o Prêmio Frederico Menezes Veiga, a honraria mais graduada concedida a cientistas agrícolas no Brasil. Além disso, já foi Chefe Geral da EMBRAPA Oeste (Dourados, MS), Chefe Geral da EMBRAPA Soja (Londrina, PR) e Diretor Técnico da EMBRAPA (Brasiília, DF). Hoje ele faz parte do International Scientific Panel on Renewable Energy (ISPRE ICSU), é Presidente do Steering Committee on Renewable Energy (ICSU-ROLAC), além de ser Consultor Internacional do Banco Interamericano de Desenvolvimento, do Banco Mundial e da Organização para a Agricultura e Alimentação.

Possui 7 livros publicados e inúmeros artigos publicados em periódicos especializados do Brasil e do exterior, entre outras realizações bibliográficas. Sua pesquisa é voltada para a área de agronomia, com ênfase em sanidade agropecuária, estudos de abelhas e economia agrícola. Décio Luz Gazzoni é formado em Engenharia Agronômica pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFGRS) e possui mestrado em Entomologia pela mesma instituição. 

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Sobre o K Forte® 

O K Forte® é um fertilizante multinutriente, fonte de potássio, silício e magnésio, nutrientes de liberação progressiva. K Forte® é livre de sódio, cloro, acidificação, lixiviação, compactação e salinidade, além de garantir um efeito residual de seus nutrientes. A matéria-prima do K Forte® é o Siltito Glauconítico, que é rico no mineral glauconita. A glauconita é utilizada nos Estados Unidos como fertilizante, continuamente, desde 1760. O Siltito Glauconítico possui propriedades para o desenvolvimento e nutrição das plantas, além de promover a melhora da estruturação do solo. 

Saiba mais sobre o K Forte® em: https://www.kforte.com.br/ 

Sobre a Verde

A Verde é uma empresa de agrotecnologia motivada pela promoção do desenvolvimento ambiental e focada na melhora do microbioma do solo, através de produtos sustentáveis que oferecem uma combinação única de microrganismos e minerais cuidadosamente aperfeiçoados para as necessidades de cada cultura. O propósito da empresa é melhorar a saúde das pessoas e a do Planeta.

A Verde opera a maior mina de potássio do Brasil. Entre as suas inovações tecnológicas estão os fertilizantes K Forte®, BAKS, K Forte Boro e o Silício Forte.

Desde 2007, a Verde está listada na bolsa de valores de Toronto, Canadá. Além disso, a empresa tem em seu Conselho Administrativo Alysson Paolinelli, ex-ministro da Agricultura e ganhador do World Food Prize em 2006. Com vasta experiência em agronegócio, Paolinelli, considerado o pai da Agricultura Tropical, tem uma atuação estratégica na empresa e é um grande incentivador dos projetos da Verde.

Saiba mais sobre a Verde em: www.verde.ag

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

.

Reportagem: Assessoria de Imprensa-Verde / Foto Capa: Assessoria de Imprensa-Verde

Tags

0 Comentários “Entenda porque o agricultor brasileiro paga caro pelos insumos agrícolas”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ANUNCIE
ANUNCIE

Enquetes

Que tipo de conteúdo ou tema você gostaria de ler no Portal SG AGORA?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...