Galo quebra jejum fora de casa, vence Ponte Preta e reduz diferença de pontos para líderes

20161001182530959290o

Depois de quatro jogos, o Atlético voltou a ganhar fora de casa no Campeonato Brasileiro. E o fim do jejum veio em boa hora, já que o time alvinegro aproveitou o empate sem gols do Flamengo com o São Paulo, no Morumbi, para reduzir a diferença de pontos para os líderes. O triunfo do Galo diante da Ponte Preta, por 2 a 1, na tarde deste sábado, no Moisés Lucarelli, em Campinas, teve gols de Junior Urso e Clayton, enquanto Cazares ainda desperdiçou chance inacreditável para ampliar e dar mais tranquilidade aos visitantes. Na etapa final, a Macaca diminuiu com Roger.

O Atlético não vencia como visitante desde 4 de agosto, quando bateu o São Paulo (2 a 1), no Morumbi. Depois, foram duas derrotas – para Santos (3 a 0) e Fluminense (4 a 2) – e dois empates, contra Grêmio (1 a 1) e Cruzeiro (1 a 1), sem o mando de campo a favor. O jejum fora de casa contribuiu para que o Galo ficasse mais longe de Flamengo e Palmeiras, na briga pela liderança. O triunfo em Campinas foi providencial para que o time alvinegro se mantivesse firme na disputa, principalmente com o empate do rubro-negro no Morumbi.

O Atlético foi a 52 pontos e permaneceu em terceiro, mas a diferença para Flamengo e Palmeiras – que visitará o Santa Cruz na segunda-feira – diminuiu e aumentou a esperança da torcida alvinegra na conquista da sonhada taça do Brasileiro. O Galo torce agora para que a equipe paulista, líder ao lado do Rubro-Negro, ambos com 54, tropece diante dos pernambucanos.

Depois de quebrar o jejum, o objetivo do Atlético é embalar como visitante, já que o time voltará a jogar fora de casa, na próxima rodada. O Galo enfrenta o Corinthians, quarta-feira, no Itaquerão. O problema são os desfalques, já que nada menos que seis jogadores não poderão atuar – Rafael Carioca, Lucas Pratto, Cazares, Erazo e Otero foram convocados para jogos das Eliminatórias, enquanto Junior Urso cumpre suspensão pelo terceiro cartão amarelo. Já a Ponte, que permaneceu com 39 pontos e ainda busca se aproximar das primeiras posições, vem a BH para encarar o Cruzeiro, no Mineirão, no sábado, dia 8.

Assista os melhores momentos do jogo abaixo:

 

O jogo

Sem Rafael Carioca, Robinho e Fred, que ficaram no banco, o Galo teve como novidade o retorno de Leandro Donizete, depois de ausência por lesão. Com dois jogadores praticamente fixos pelos lados, Clayton, pela direita, e Otero, no setor esquerdo, o técnico Marcelo Oliveira pretendia não dar espaços ao veloz time da Macaca. A Ponte, jogando em casa, ensaiou uma pressão no começo, mas arrefeceu os ânimos, muito em função do bom posicionamento do Atlético, armado para os contragolpes.

Com bom toque de bola, o setor ofensivo alvinegro confundia o adversário. E foi em perfeita triangulação entre Lucas Pratto, Cazares e Fábio Santos que o Galo saiu na frente, aos 15. O lateral cruzou da esquerda e Junior Urso se jogou para desviar fora do alcance de Aranha: 1 a 0. O Atlético ganhou ainda mais personalidade com o gol, enquanto a Ponte sentiu o golpe e diminuiu o ímpeto.

Com Otero participativo, o lado esquerdo atleticano foi muito efetivo. E foi naquele setor que o time mineiro ampliou, aos 37. Leandro Donizete descobriu a presença de Clayton, que entrou em velocidade na área e recebeu em impedimento. Ele dominou com tranquilidade e tocou na saída de Aranha: 2 a 0. A torcida passou a pressionar a Ponte, que se lançou ao ataque, mas criou muito pouco. Aos 39, o Galo desperdiçou o que seria o terceiro gol, que liquidaria a partida. Em erro da zaga, Cazares avançou sozinho, driblou o goleiro e conseguiu chutar para fora, com a meta vazia.

Com direito a sufoco

A postura do Atlético preocupou nos primeiros minutos do segundo tempo, quando a Ponte foi para cima e obrigou Victor a trabalhar mais que em toda a etapa inicial. Aos poucos, no entanto, o time alvinegro voltou a tocar bola para acalmar os ânimos dos anfitriões. Marcelo aproveitou para dar novo fôlego ao ataque, trocando Clayton por Maicosuel, outro que voltou de lesão. Em seguida, Cazares deixou o campo para entrada de Robinho.

O Galo caiu de produção e a Ponte aumentou o ritmo, com as substituições processadas por Eduardo Baptista. E a Macaca diminuiu a desvantagem aos 34min, em lance de bola alçada na área. Gabriel saltou e não conseguiu tirar a bola, que sobrou limpa para Roger mandar para as redes de Victor: 1 a 2. Pressão dos donos da casa no fim, enquanto o Atlético tratou de segurar os três pontos fundamentais fora de casa. Maicosuel ainda teve a chance de fazer o terceiro, aos 42, mas concluiu para fora.

PONTE PRETA 1 X 2 ATLÉTICO

PONTE PRETA

Aranha, Jeferson, Antônio Carlos, Fábio Ferreira e Breno Lopes; João Vitor (Wellington Paulista), Wendel (Matheus Jesus) e Thiago Galhardo; Felipe Azevedo, Ravanelli (Zé Roberto) e Roger

Técnico: Eduardo Baptista

ATLÉTICO

Victor, Carlos César, Gabriel, Leonardo Silva e Fábio Santos; Leandro Donizete, Júnior Urso Cazares (Robinho) e Otero (Hyuri); Clayton (Maicosuel) e Lucas Pratto

Técnico: Marcelo Oliveira

Motivo: 28ª rodada do Campeonato Brasileiro

Estádio: Moisés Lucarelli, em Campinas

Data: sábado, 01 de outubro de 2016

Árbitro: Diego Almeida Real (RS)

Assistentes: José Eduardo Calza (RS) e Alexandre Pruinelli Kleiniche (RS)

Cartões amarelos: Otero, Junior Urso (ATL); João Vitor, Wendel (PON)

GOLS: Junior Urso, 15, Clayton, 37min do 1ºT; Roger, 34min do 2º

 

Reportagem e Foto: http://www.mg.superesportes.com.br/app/noticias/futebol/atletico-mg/2016/10/01/noticia_atletico_mg,355894/galo-quebra-jejum-fora-de-casa-vence-ponte-preta-e-reduz-diferenca-de-pontos-para-lideres.shtml

Tags

0 Comentários “Galo quebra jejum fora de casa, vence Ponte Preta e reduz diferença de pontos para líderes”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ANUNCIE
ANUNCIE

Enquetes

De 1 a 5, qual sua nota para os serviços oferecidos pela COPASA em São Gotardo?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...