Macrorregião do Noroeste a qual São Gotardo pertence regride para a Onda Amarela

Foto Capa: Governo do Estado de Minas Gerais/Programa Minas Consciente

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

A macrorregião do Noroeste de Minas Gerais regrediu para a Onda Amarela do plano Minas Consciente. Já as macrorregiões do Triângulo do Norte e Triângulo do Sul permanecerem na Onda Verde para a próxima semana. O anúncio foi feito nesta quarta-feira (9) pelo Comitê Extraordinário Covid-19, do governo do Estado, que também anunciou novo protocolo para o comércio e eventos.

Segundo o governo estadual, o comércio varejista e atacadista, atualmente permitido apenas a partir da Onda Amarela, poderá funcionar em regiões classificadas na Onda Vermelha, desde que as prefeituras adotem medidas adicionais.

Ao contrário do que ocorreu na semana passada, quando as determinações para as macrorregiões começaram na quinta-feira (3), a classificação desta será válida a partir de sábado (12). Em contato com a assessoria de comunicação para saber mais sobre o assunto, não houve retorno até a última atualização da reportagem.

A divulgação da atualização das microrregiões está prevista para esta quinta-feira (9). Lembrando que Uberlândia e Uberaba saíram do Minas Consciente e, por isso, não seguem mais as determinações do Estado.

Comércio e eventos

O Estado também anunciou que o Comitê Extraordinário Covid-19 aprovou novos protocolos para o funcionamento do comércio durante o mês de dezembro, devido a importância das compras de Natal para o seguimento. 

Segundo o governo estadual, o comércio varejista e atacadista, atualmente permitido apenas a partir da Onda Amarela, poderá funcionar em regiões classificadas na Onda Vermelha, desde que as prefeituras adotem medidas adicionais. Entre os critérios está o aumento de fiscalização sobre o uso de máscara, limite de um cliente para cada 10 m² e restrição do horário de funcionamento de bares e restaurantes até as 22h, com proibição do consumo em pé.
.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

O horário de funcionamento do comércio, shoppings e bancos também deve ser ampliado. Caso as determinações não resulte no controle de casos, as medidas deverão ser revogados.

Ainda segundo o Estado, durante o mês de dezembro, a realização de eventos permanecerá autorizada apenas na Onda Verde. No entanto, o número absoluto de pessoas foi reduzido de 500 para 250 pessoas e a metragem passará a ser de uma pessoa a cada 4 m².

Entenda a classificação das ondas

A reformulação do “Minas Consciente” ocorreu no final de julho após consulta pública. A principal mudança foi em relação às ondas, que foram reduzidas para três.

As cores funcionam como um semáforo: Onda Vermelha, quando é permitido abrir somente serviços essenciais; Amarela, quando serviços não essenciais também são autorizados; e Verde, que incluem serviços não essenciais com alto risco de contágio. Confira mais abaixo o que é permitido abrir em cada onda.

O Comitê define em qual onda a cidade ficará levando em consideração a incidência da Covid-19 na localidade, na capacidade de atendimento e na velocidade de avanço da doença.
.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

.

Reportagem e Fonte da Reportagem: Portal G1 / Foto Capa: Governo do Estado de Minas Gerais/Programa Minas Consciente

Tags

0 Comentários “Macrorregião do Noroeste a qual São Gotardo pertence regride para a Onda Amarela”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ANUNCIE
ANUNCIE

Enquetes

Que tipo de conteúdo ou tema você gostaria de ler no Portal SG AGORA?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...