O ano em 90 minutos: Atlético recebe Jorge Wilstermann em jogo da vida na Libertadores

Foto capa: Superesportes
Foto capa: Superesportes

A partir das 21h45 desta quarta-feira, o Atlético terá noventa minutos para decidir não só o futuro do time na Copa Libertadores, mas também para manter “vivo” o ano de 2017 em termos de conquistas. Derrotado por 1 a 0 na Bolívia, o time precisa vencer o Jorge Wilstermann por mais de um gol de diferença para avançar às quartas de final da competição internacional. Se ganhar por 1 a 0, leva a decisão da vaga para os pênaltis.

Campeão mineiro este ano, o Galo mirou conquistas mais expressivas para justificar o alto investimento do clube na temporada. A má campanha, após o Estadual, custou o cargo do técnico Roger Machado. Rogério Micale assumiu. A equipe acabou eliminada pelo Botafogo nas quartas de final da Copa do Brasil. No Campeonato Brasileiro, o Atlético acumulou decepções e terminou o turno a 24 pontos do líder Corinthians – a distância entre eles é maior que a pontuação somada pelo Galo: 23 pontos. O time está a cinco pontos da zona de classificação à Libertadores, mas em uma incômoda proximidade com a zona de rebaixamento – quatro pontos.
A Copa Libertadores virou a “salvação do ano”. “Os atletas estão unidos, fechados, cientes da responsabilidade e do que tem que ser feito nesse jogo. É o jogo do ano. É o único momento que vamos ter para dar a volta por cima, continuar no sonho de grande conquista no ano. Tudo isso vai ser representado amanhã (quarta-feira). Vamos tentar dar a volta por cima, tentar de tudo para buscar a classificação. Já conseguimos viradas inacreditáveis e vamos tentar mais uma”, destaca o zagueiro e capitão Leonardo Silva.
O goleiro Victor, assim como o defensor, herói e remanescente da conquista da Libertadores de 2013, se inspira no passado. “Toda conquista, toda glória, serve como motivação e referência para novas conquistas. Fizemos parte de um passado recente, de grandes conquistas. Temos que tentar resgatar isso, as grandes glórias que vivenciamos. Trazer coisas positivas para tentar a classificação. Todos sabem a importância que esse jogo ganhou. A Libertadores é nosso grande foco de conquista no ano. Todo mundo está bastante ciente do que precisamos fazer.”

Artilheiro relacionado

O Atlético precisa de gols. E tem chances de contar nesta quarta-feira com o retorno do artilheiro do time. Fred, que não atua desde o jogo contra o Vasco, no Independência, dia 23 de julho, quando sofreu uma lesão na panturrilha direita, foi relacionado pelo técnico Rogério Micale. O atacante Luan, vetado da partida contra o Corinthians, pelo Brasileiro, na última quarta-feira, por conta de dores musculares, foi preparado pela comissão técnica para o confronto contra o Jorge Wilstermann. A escalação atleticana é mistério. Micale fechou o último treinamento antes do duelo contra os bolivianos.
Sonha alto
O Jorge Wilstermann chega motivado. A vitória por 1 a 0 na partida de ida fez a equipe de Cochabamba sonhar alto. “Este é o momento de mudar a história da Bolívia. É o momento de ter personalidade e não ter medo. Viemos para ganhar, com respeito que merece o Atlético. É o momento de dar um salto de qualidade que todos esperam na Bolívia”, diz o técnico do Wilstermann, Roberto Mosquera.

Tags

0 Comentários “O ano em 90 minutos: Atlético recebe Jorge Wilstermann em jogo da vida na Libertadores”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *