Pode chegar a 44 número de mortos por febre amarela em Minas Gerais

Foto Capa: Reprodução/Google Imagens
Foto Capa: Reprodução/Google Imagens

O número de mortes por febre amarela em Minas Gerais pode chegar a 44. Oito mortes foram confirmadas por prefeituras e não constam no balanço oficial do estado, sendo a mais recente a de um morador de Ouro Branco, na Região Central de Minas Gerais, nesta sexta-feira (2). As mortes têm sido registradas desde dezembro de 2017.

A Secretaria de Estado de Saúde divulgou nesta terça-feira (30), 36 mortes por febre amarela. De acordo com o balanço, ao todo, 81 casos foram confirmados. Atualmente, o índice de letalidade da febre amarela no estado está em 44,4%.

Nesta sexta-feira (2), foi confirmada a morte de um morador de Ouro Branco. Ele tinha 41 anos e estava internado em Barbacena.

Nesta quinta-feira (1º), a morte de um morador de Senhora de Oliveira, também na Zona da Mata, foi confirmada pela Fundação Ezequiel Dias (Funed) como febre amarela.

Nesta quarta-feira (31), a Prefeitura de Jeceaba, na Região Central de Minas Gerais, confirmou a primeira morte no município. O paciente morreu em um hospital particular de Belo Horizonte.

Na quarta-feira (31), um morador de Piranga, que morreu no dia 27 de janeiro, teve o diagnóstico de febre amarela confirmado.

No mesmo dia, a Prefeitura de Santo Antônio do Aventureiro, também na Zona da Mata, confirmou a primeira morte de morador pela doença.

(Continua após a publicidade)GIF Uninter SG

Na Região Central de Minas, a Prefeitura de Itabira confirmou, ainda na quarta-feira (31), a primeira morte pela doença na cidade. A vítima foi um morador que se recusou a tomar a vacina.

Na terça-feira (30), a Secretaria de Saúde de Bicas confirmou a primeira morte de morador por febre amarela.

Em Barbacena, na Zona da Mata, a morte de um morador da cidade por febre amarela foi confirmada na terça-feira (30).

Balanço estadual

No estado, outros 208 casos continuam em investigação e 56 casos suspeitos foram descartados, conforme o último boletim epidemiológico.

Em janeiro de 2017, o número de mortes pela doença no estado, segundo a Secretaria de Saúde, era 40, contadas desde dezembro de 2016. À época, a secretaria tinha registro de 844 casos confirmados.

O governo de Minas Gerais decretou situação de emergência em cinco áreas do estado, somando 162 municípios. A cidade de Nova Lima, na Região Metropolitana, é a com mais mortes por febre amarela no estado – totalizando seis.

 

Reportagem Original: https://g1.globo.com/mg/minas-gerais/noticia/pode-chegar-a-44-numero-de-mortos-por-febre-amarela-em-minas-gerais.ghtml / Foto Capa: Reprodução/Google Imagens

Tags

0 Comentários “Pode chegar a 44 número de mortos por febre amarela em Minas Gerais”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ANUNCIE
ANUNCIE

Enquetes

De 1 a 5, qual sua nota para os serviços oferecidos pela COPASA em São Gotardo?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...