Polícia Civil de MG realiza Coletiva de Imprensa sobre autor de homicídio localizado em São Gotardo

Foto Capa: Assessoria de Imprensa Delegacia Especializada Antissequestro, pertencente ao Departamento Estadual de Operações Estaduais (Deoesp) 

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Com a participação de oficiais da Polícia Civil de São Gotardo, nesta segunda-feira (21/06), foi realizada em Belo Horizonte, uma Coletiva de Imprensa para esclarecer um homicídio ocorrido na grande Capital, onde o principal suspeito de cometer o crime, seria morador da cidade de São Gotardo. O caso grande repercussão, após o autor fugir antes da abordagem policial na cidade do Alto Paranaíba, precisando a PC contar com o apoio de uma aeronave, além de equipes da Polícia Civil de Belo Horizonte e São Gotardo e Polícia Militar de São Gotardo. Todos os policiais de São Gotardo e região, tiveram grande importância no êxito da operação!

Delegada Fabíola Oliveira foi a responsável pela investigação (Foto: PC)

Segundo informações da Delegada da Delegacia Especializada Antissequestro, pertencente ao Departamento Estadual de Operações Estaduais (Deoesp), Fabíola Oliveira, a motivação do crime seria o fato de o suspeito não aceitar o término do relacionamento entre eles, que ficaram juntos por 16 anos. O investigado alega que teria se vingado de uma agressão que sofreu, em março deste ano, quando na verdade a vítima é quem foi espancada por ele, e o homem acabou sofrendo retaliação por moradores da região. “Ele a arrastou para o meio de uma mata, a amarrou e a espancou. Ela só não morreu porque, naquela época, prometeu voltar e reatar o relacionamento”, detalhou a delegada.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Durante o período de cerca de três meses, o autor teria planejado o crime. “Para desvirtuar a investigação, ele utilizou o próprio aparelho da vítima, que estava com ele em São Gotardo, para mandar mensagem para uma amiga falando que ela [vítima] tinha fugido porque contratou traficantes para bater nele [investigado] e não tinha efetuado o pagamento”, detalhou a Delegada. O crime ocorreu no dia 12 deste mês, Dia dos Namorados, quando o suspeito abordou a vítima em uma mata, onde a mulher passava todos os dias para ir trabalhar, e local em que o corpo foi localizado. Segundo apurado, o investigado esteve na capital mineira com o intuito de assassiná-la.

Com o apoio de um helicópetero, PC iniciou buscas na última quarta-feira (Vídeo: PC)

Por meio de imagens de câmeras de segurança da rodoviária, foi identificado que o indivíduo chegou a Belo Horizonte no dia do crime e retornou, no mesmo dia, para São Gotardo. “Ele comprou a passagem; embarcou às 18h35 da sexta-feira, no dia 11; desembarcou 00h27 do dia 12; permaneceu na cidade até as 2h da manhã; foi para o Ribeiro de Abreu e ali permaneceu nas imediações, onde ele sabia que ela fazia o percurso todos os dias. Ele a abordou, executou e foi embora [para São Gotardo] às 15h”.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Após apurar que o homem já havia agredido a vítima, tendo inclusive medidas protetivas a favor da ex-companheira e que o mesmo havia retornado a Capital Mineira no dia 12 de Junho deste ano, dia do desaparecimento da vítima, a PCMG iniciou as buscas pelo indivíduo com o apoio da Delegacia de Polícia Civil em São Gotardo. “Infelizmente, ele foi localizado sem a vítima, o que já aumentou ainda mais as suspeitas de que aquilo tinha evoluído para um feminicídio”, afirma Fabíola. Diante de todas as provas, o homem de 37 anos de idade, foi enfim preso na última sexta-feira (18/06) em São Gotardo.

Trajes utilizados pelo autor no dia do crime foram encontrados (Foto: PC)

Antes da prisão porem, o investigado tentou fugir por meio de uma mata, mas os policiais civis do Deoesp e de São Gotardo, com o apoio da Coordenação Aerotática (CAT) da PCMG, da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core), Polícia Militar e cães da ROCCA, localizaram e prenderam o indivíduo. A delegada explicou que a partir de agora o suspeito foi preso, temporariamente, por 30 dias, podendo o período ser prorrogado por mais 30. “As investigações estão avançadas e provavelmente não precisará prorrogar. Vamos relatar e já pedir a conversão em preventiva”, concluiu à Imprensa.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

.

Reportagem: Diego Oliveira/Portal SG AGORA / Fonte da Reportagem, Fotos Utilizadas e Foto Capa: Assessoria de Imprensa Delegacia Especializada Antissequestro, pertencente ao Departamento Estadual de Operações Estaduais (Deoesp) 

Tags

0 Comentários “Polícia Civil de MG realiza Coletiva de Imprensa sobre autor de homicídio localizado em São Gotardo”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ANUNCIE
ANUNCIE

Enquetes

Com qual nota você avalia o trabalho da Prefeitura Municipal de São Gotardo até este momento?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...