Policia Rodoviária Federal lança nota de esclarecimento sobre execução de animal atropelado na BR 365

Na última sexta-feira (16/09), um vídeo mostrando o momento em que um agente da Polícia Rodoviária Federal sacrifica um potro que havia acabado de ser atropelado na BR-365, próximo à cidade de Patrocínio, foi bastante compartilhado nas redes sociais. Em nota, a corporação publicou esclarecimento sobre o assunto. De acordo com o comandante da PRF, Terceiro, o animal dificilmente sobreviveria e o agente teria tomado a decisão pelo perigo que o potro representava para os outros usuários da rodovia, uma vez que ele tentava se arrastar para dentro da pista.

Foram muitas as críticas nos posts, com opiniões divididas sobre a atuação do policial no caso, que para uns, deveria ter esperado a presença de um veterinário no local, e para outros, sacrificar foi a medida correta para lidar com a situação. Diante dos questionamentos, o Inspetor Terceiro, publicou nota de esclarecimento dizendo que a corporação lamenta a morte do animal. Mas é necessário explicar que a culpa que desborda na Polícia é resultado de uma sucessão de acontecimentos anteriores, como, por exemplo, a atitude do proprietário que deixa o animal na pista”.

Ainda conforme a nota, “o policial ao chegar no local, encontrou o animal já atropelado e agonizando. No momento em que se depara com a situação, o agente tem segundos para tomar uma decisão. O momento em que a ação se desenvolve é crucial. Quem assiste o vídeo em casa, fora do contexto, tem uma ótica da situação muito distante da intensa realidade. Os eventos se sucederam em uma sexta feira à noite, dia em que pessoas que não tem muita experiência em rodovias fazem viagens e período em que a visibilidade fica comprometida”.

Segundo a publicação da PRF, “outro fator que deve ser considerado é que o animal ferido no acostamento se debatia e tentava se levantar. A atitude não foi apenas para abreviar o sofrimento do animal, mas também evitar que ele se levantasse (ou se arrastasse) e retornasse à pista de rolamento, o que poderia causar outro acidente”.

A nota diz também que vem sendo realizadas ações de preservação da fauna silvestre e doméstica. Com encaminhamentos de diversos animais atropelados para atendimento médico veterinário. “Desde 2012 foram seis encaminhamentos envolvendo tucanos, micos e outros animais no trecho sob responsabilidade da PRF de Patos de Minas. Também são feitos comandos periódicos para combater o tráfico de animais e coibir a caça ilegal e a pesca no período da piracema”.

 

Reportagem Original: http://www.patos1.com.br/noticias/?n=WuGU6Yg9hS

 

Tags

0 Comentários “Policia Rodoviária Federal lança nota de esclarecimento sobre execução de animal atropelado na BR 365”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ANUNCIE
ANUNCIE

Enquetes

O Portal SG AGORA quer saber, você é a favor, contra ou indiferente ao fechamento do comércio local considerado não essencial em São Gotardo?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...