Ramón Ábila volta a marcar, Cruzeiro derrota Ponte Preta e dá salto na classificação da Série A

20161008221109226867o

O Cruzeiro cumpriu seu objetivo, derrotou a Ponte Preta por 2 a 0 e subiu o elevador na classificação do Campeonato Brasileiro. O time de Mano Menezes controlou o adversário deste sábado – que finalizou apenas duas vezes na partidas – e contou com o poder de decisão de Ramón Ábila, que voltou a marcar depois de seis jogos sem gols, e a habilidade do meio-campista Robinho, responsável por completar o placar no Mineirão. Com o triunfo, a Raposa deixou a 17ª colocação da Série A e subiu para o 12º lugar, com 36 pontos. A equipe ganhou as posições de Internacional (primeiro da zona de rebaixamento com 33), Sport, Vitória, São Paulo e Coritiba.

Na próxima rodada, para se manter na posição conquistada, o Cruzeiro tem pela frente ninguém menos do que o líder do Campeonato Brasileiro. O time celeste enfrenta o Palmeiras, na quinta-feira, dia 13, às 19h30, no Estádio Doutor Adhemar de Barros, a Fonte Luminosa, em Araraquara, no interior de São Paulo. O jogo seguinte é novamente em casa, contra a Chapecoense, no dia 16 (domingo), às 17h, no Mineirão. Adversária deste sábado, a Ponte Preta recebe o Vitória, no mesmo dia, às 19h30, no Moisés Lucarelli.

Assista os melhores momentos do jogo abaixo:

O jogo

Conforme previsto, a Ponte Preta marcou em linha média e dificultou a saída de bola do Cruzeiro nos instantes iniciais da partida. A estratégia, porém, funcionou por poucos minutos. Atento, o time de Mano Menezes não desperdiçou a primeira chance clara de gol. Aos 11’, Rafael Sobis recuperou a bola pela direita e cruzou para área. Livre de marcação, Ramón Ábila aproveitou a sobra e voltou a deixar sua marca depois de seis partidas em branco. 1 a 0. O ímpeto celeste não diminuiu e, no lance seguinte, quase Robinho ampliou em finalização que parou nas mãos de Aranha.

O último período da etapa inicial foi de muita marcação das equipes. Enquanto o Cruzeiro desarmou seis vezes, a Ponte fez dez faltas no adversário. Com dificuldades para encontrar o espaço de penetração na zaga campineira, o time de Mano Menezes buscou, ainda que impaciente, valorizar a posse de bola – teve até 73% dela aos 40’ da primeira etapa. “Estava difícil no comecinho. O gol abre espaço, eles precisam sair mais, e a gente conseguiu criar mais. Está na hora de fazer o segundo”, ressaltou o meia Robinho na saída para o intervalo.

Por pouco Rafael Sobis não atendeu ao pedido do companheiro. Aos 2’ da etapa final, o camisa 7 recebeu de Ezequiel na área e cabeceou para o chão, como manda o manual, mas Aranha fez excelente defesa. Em cima para tentar marcar o segundo, o Cruzeiro voltou a ter oportunidade sete minutos depois. Aranha saiu do gol para fazer o corte, mas a bola acabou nos pés de Rafinha, que chutou do meio do campo e quase ampliou. O domínio cruzeirense persistiu, principalmente com a valorização da posse de bola. Elber, que entrou na vaga de Sobis, quase ampliou o placar aos 23’, em finalização da entrada da área. A bola raspou o travessão de Aranha.

Muito pouco criativa, a Ponte encontrou extrema dificuldade para sair de seu setor defensivo. Com as linhas próximas e organizadas, com e sem a bola, o Cruzeiro diminuiu o número de chances de gols, mas manteve o controle de jogo. Neste momento, aproveitando de sua habilidade, Robinho encontrou o gol decisivo. O meio-campista recebeu de Romero, que roubou a bola, e, da intermediária, colocou a bola no canto esquerdo de Aranha. 2 a 0.

CRUZEIRO 2 x 0 PONTE PRETA

Cruzeiro
Rafael; Ezequiel, Leo, Bruno Rodrigo e Edimar; Henrique, Lucas Romero, Robinho e Rafinha (Alisson); Rafael Sobis (Elber) e Ramón Ábila (Willian).

Técnico: Mano Menezes.

Ponte Preta
Aranha; Nino Paraíba, Antônio Carlos, Fábio Ferreira e Reinaldo; Elton, Wendel (Rhayner) e Maycon (Thiago Galhardo); Felipe Azevedo (Zé Roberto), Pottker e Roger.

Técnico: Eduardo Baptista.

Gols: Ramón Ábila (aos 11’ do 1ºT) e Robinho (aos 36’ do 2ºT)

Cartões amarelos: Elton e Thiago Galhardo (Ponte Preta); Rafael Sobis e Edimar (Cruzeiro)

Público: 17.910

Renda: R$417.383,00

Motivo: 29ª rodada do Campeonato Brasileiro

Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)

Data e hora: 8 de outubro de 2016 (sábado), às 21h

Árbitro: Anderson Daronco (RS/FIFA)

Auxiliares: Rafael da Silva Alves (RS/Asp. Fifa) e Elio Nepomuceno de Andrade Junior (RS/CBF)

 

Reportagem  e Foto: http://www.mg.superesportes.com.br/app/noticias/futebol/cruzeiro/2016/10/08/noticia_cruzeiro,357618/ramon-abila-volta-a-marcar-cruzeiro-derrota-ponte-preta-e-da-salto-na-classificacao-da-serie-a.shtml

Tags

0 Comentários “Ramón Ábila volta a marcar, Cruzeiro derrota Ponte Preta e dá salto na classificação da Série A”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ANUNCIE
ANUNCIE

Enquetes

De 1 a 5, qual sua nota para os serviços oferecidos pela COPASA em São Gotardo?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...