Sem polêmicas, Atlético vence o América e enfrenta o Cruzeiro na final do Mineiro

Foto Capa: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press
Foto Capa: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press

Atlético e Cruzeiro disputarão a final do Campeonato Mineiro 2018. Na tarde deste domingo, no Independência, o Galo venceu o América, por 2 a 0, e avançou para a decisão do Estadual. Diferentemente dos clássicos anteriores, desta vez não teve polêmica com arbitragem. Fábio Santos e Elias, ambos no segundo tempo, marcaram para o Alvinegro, que viu sua torcida provocar o rival com gritos de ‘olé’ nos minutos finais da partida no Horto.

Com a vantagem do empate, o Atlético controlou a partida e criou as melhores oportunidades do jogo, enquanto o América apostou muito nos cruzamentos à área alvinegra. A estratégia de Thiago Larghi funcionou melhor e o Galo marcou duas vezes na etapa final para sacramentar de vez a vaga na decisão.

Atlético e Cruzeiro decidirão o Campeonato Mineiro nos dois próximos domingos. A primeira partida será no próximo domingo, às 16h, no Independência. A equipe celeste, que eliminou o Tupi, joga com a vantagem de empatar duas vezes para conquistar a taça. (ASSISTA OS MELHORES MOMENTOS DO JOGO NO FINAL DA REPORTAGEM)

(CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE)Novo Gf Uninter segundo semestre

O jogo

América e Atlético fizeram mais um clássico quente no Independência. O Alviverde precisava da vitória para avançar à final. O Galo jogava pelo empate. Apesar da vantagem, o Alvinegro partiu para cima e criou boas chances no começo da partida, todas em jogadas aéreas, mas as finalizações de Luan, duas vezes, e Ricardo Oliveira, apenas assustaram.

A partir dos 10’, o América conseguiu frear o ímpeto ofensivo do Atlético. O Coelho adiantou a marcação e pressionou a saída de bola adversária. Com isso, fez o Galo dar alguns chutões e recuperou a posse com mais facilidade. Ofensivamente, no entanto, a equipe alviverde pouco criou chances. As jogadas aéreas foram utilizadas algumas vezes, mas nenhuma oportunidade foi perigosa contra o gol de Victor.

Quem levou perigo mesmo foi o Atlético. Aos 27’, Cazares cobrou falta com perfeição. A bola tinha a direção do ângulo, mas o goleiro Jori deu um tapa e ela explodiu no travessão. Na sequência, Gabriel aproveitou jogada ensaiada e cabeceou para fora.

No fim da etapa inicial, o jogo esquentou de novo. Aos 46’, após escanteio cobrado por David, a bola chegou para Rafael Lima, na segunda trave. O zagueiro cabeceou e Victor, em cima da linha, conseguiu defender. O lance gerou reclamações dos americanos, mas o próprio capitão do time admitiu, ao fim da primeira etapa, que a bola não entrou. Após o lance, o Galo saiu em contra-ataque, Cazares deixou Ricardo Oliveira livre, mas o camisa 9 chutou cruzado na rede pelo lado de fora.

Precisando da vitória, o América foi para cima no segundo tempo. A equipe alviverde pressionou a saída de bola do Atlético e tentou criar chances. Mas, na primeira vez que foi ao ataque, o Galo ampliou sua vantagem. Zé Ricardo cochilou, Luan antecipou o volante adversário e roubou a bola. O meia-atacante lançou para Ricardo Oliveira, que entrou pelo lado esquerdo da área como um lateral e cruzou rasteiro para o meio. Fábio Santos, como um autêntico camisa 9, apareceu atrás de Rafael Lima e tocou para o fundo das redes: 0 a 1.

O técnico Enderson Moreira colocou o América para cima, com as entradas de Ruy e Marquinhos nas vagas de Aylon e David. No Galo, mudança de esquema, com a entrada de Gustavo Blanco no lugar de Luan. Tomás Andrade também entrou, na vaga de Otero.

O Coelho estava em cima, buscando criar oportunidades para empatar o clássico. Mas deu espaços para o contra-ataque. E na primeira vez que encaixou, o Galo matou o jogo. Cazares dominou no campo de defesa, deixou dois adversários para trás e arrancou em velocidade. Eram quatro atleticanos contra um americano. O equatoriano escolheu Elias, que bateu sem chances para Jori: 0 a 2.

O América ainda buscou o gol até o fim. Criou oportunidades, acertou a trave, mas não conseguiu diminuir. Por outro lado, o Atlético desperdiçou chance clara com Elias no último lance.

Ao apito final, Luan, do América, foi expulso após tentativa de confusão com Leonardo Silva, do Atlético.

Confira os melhores momentos da partida:

 

AMÉRICA 0 x 2 ATLÉTICO

América
Jory, Norberto, Messias, Rafael Lima e Giovanni; Zé Ricardo e David (Marquinhos); Aylon (Ruy), Serginho (Gérson Magrão) e Luan; Rafael Moura
Técnico: Enderson Moreira

Atlético
Victor, Patric, Leonardo Silva, Gabriel e Fábio Santos; Adilson e Elias; Luan (Gustavo Blanco), Cazares e Otero (Tomás Andrade); Ricardo Oliveira (Erik)
Técnico: Thiago Larghi

Gols: Fábio Santos, aos 6, Elias, aos 32 minutos do segundo tempo
Cartões amarelos: Luan, Gérson Magrão (AME); Victor, Gabriel (ATL)
Cartão vermelho: Luan (AME)

Motivo: jogo de volta da semifinal do Campeonato Mineiro
Local: Independência, em Belo Horizonte (MG)
Público: 6.692
Renda: R$ 132.230,00
Data e horário: 25 de março de 2018, às 16h
Árbitro: Bráulio da Silva Machado (CBF)
Auxiliares: Neuza Inês Back (CBF) e Johnny Barros de Oliveira (CBF)

 

Reportagem e Link Original: https://www.superesportes.com.br/app/1,17/2018/03/25/noticia_interior,464622/atletico-vence-o-america-e-enfrenta-o-cruzeiro-na-final-do-mineiro.shtml / Foto Capa: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press / Vídeo Youtube: +LancesTV!

Tags

0 Comentários “Sem polêmicas, Atlético vence o América e enfrenta o Cruzeiro na final do Mineiro”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ANUNCIE
ANUNCIE

Enquetes

De 1 a 5, qual sua nota para os serviços oferecidos pela COPASA em São Gotardo?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...