Vereador é preso realizando “boca de urna” em Guarda dos Ferreiros. Em São Gotardo, eleitores relatam problemas em urnas eletrônicas

Foto Capa: Reprodução/Google Imagens
Foto Capa: Reprodução/Google Imagens

Após o TSE liberar que eleitores pudessem usar camisetas partidárias de maneira discreta nas eleições presidenciais de 2018, o famoso ato de “boca de urna”, continuou proibido em todo território brasileiro, de acordo com o Tribunal Superior Eleitoral. Mesmo com as regras impostas, na manhã deste domingo, um vereador de Rio Paranaíba, foi preso pela Polícia Militar, após ser flagrado realizando “boca de urna” no distrito de Guarda dos Ferreiros.

De acordo com as informações da Polícia Militar de São Gotardo, o parlamentar Renildo Carlos de Morais e outros envolvidos foram flagrados realizando campanha eleitoral para os candidatos e candidata Raquel Muniz (Candidata a Deputada Federal), Dr. Hely (Candidato a Deputado Estadual), Elmiro Nascimento (Candidato a Deputado Estadual) e Dinis Pinheiro (Candidato a Senador). Todos os envolvidos foram encaminhados ao Juiz Eleitoral da Comarca de São Gotardo.

(CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE)Uninter-2

Crime eleitoral

Segundo o Cartório Eleitoral, o TSE proíbe “o derrame ou anuência com o derrame de material de propaganda no local de votação ou vias próximas em artigo previsto na resolução 23.551/2017”. A lei estabelece que, ainda que o ato seja realizado na véspera da eleição, configura propaganda irregular. O infrator pode ser multado em até R$ 8 mil por cada ato de propaganda, além de ser obrigado a restaurar a limpeza do local. Se configurado o crime de boca de urna no dia do pleito, quem joga o material gráfico pode ser detido e cumprir pena de 6 meses a um ano, com alternativa de prestação de serviços à comunidade pelo mesmo período e multa.

(CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE)Âncora

Urnas com problemas em São Gotardo

Segundo informações relatadas por eleitores São-Gotardenses ao Portal SG AGORA, algumas urnas eletrônicas de São Gotardo, estariam apresentando falhas, ao realizarem seu voto para presidente da república. O fato teria acontecido na Escola Municipal “Professor Balena” e o problema foi relatado para os mesários que estavam na seção e também para a Policia Militar da cidade. Outras cidades em todo o Brasil, também apresentaram a mesma falha em urnas eletrônicas. A orientação é que os fiscais eleitorais sejam acionados juntamente com a Polícia.

Um áudio onde um PM confirma o problema em São Gotardo, está sendo divulgado nas redes sociais e também no aplicativo WhatsApp. O Portal SG AGORA tentou apurar a veracidade do fato, porem até a edição desta reportagem, o caso ainda não havia sido confirmado. O Portal SG AGORA continuará acompanhando toda a movimentação em nossa cidade e trará mais tarde a apuração de votos que será realizado no Fórum de São Gotardo para os cargos políticos de deputados estadual e federal, governador do estado de Minas Gerais,  Senadores e Presidente da República.

 

Reportagem: Diego Oliveira/Portal SG AGORA / Fonte da Reportagem: Polícia Militar de São Gotardo/Apuração equipe de reportagens do Portal SG AGORA / Foto Capa: Reprodução/Google Imagens

Tags

0 Comentários “Vereador é preso realizando “boca de urna” em Guarda dos Ferreiros. Em São Gotardo, eleitores relatam problemas em urnas eletrônicas”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ANUNCIE
ANUNCIE

Enquetes

Na sua opinião, qual dos problemas abaixo, o novo presidente do Brasil terá mais trabalho para resolver?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...