Ábila perde pênalti e Cruzeiro fica apenas no empate com a Chapecoense no Mineirão

Foto Capa: SuperEsportes

O Cruzeiro abusou do excesso de gols perdidos e ficou apenas no empate por 0 a 0 com a Chapecoense, neste domingo, no Mineirão, pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com o resultado inesperado diante de sua torcida, o time celeste perdeu chance de se distanciar da zona de rebaixamento.

Entre as inúmeras finalizações da Raposa, a principal foi a penalidade máxima cobrada por Ramón Ábila, aos 9min do segundo tempo. O chute do camisa 50 foi potente, mas no centro do gol, o que permitiu a boa defesa de Danilo com os pés.

Na 12ª posição, com 38 pontos, o Cruzeiro pode descer um degrau na tabela. Para isso, o 16º colocado São Paulo precisa vencer o Fluminense nesta segunda-feira, às 20h, no Estádio Giulite Coutinho, noRio de Janeiro.

O próximo compromisso da equipe azul na Série A será contra o Vitória, domingo, às 17h, no Barradão, em Salvador. Antes, o time tentará avançar à semifinal da Copa do Brasil em duelo contra o Corinthians marcado para esta quarta-feira, às 21h45, no Mineirão. No jogo de ida, os paulistas venceram por 2 a 1, no Itaquerão.

Já a Chape, em situação mais tranquila – 11º lugar, com 42 pontos -, enfrentará o Junior Barranquilla da Colômbia também na quarta, às 21h45, no Estádio Metropolitano de Barranquilla, pelo confronto de ida das quartas de final da Copa Sul-Americana. No domingo, às 19h30, será a vez de medir forças com o Santos, na Vila Belmiro, pela 32ª rodada do Brasileiro.

Confira os melhores momentos do jogos:

O jogo

A coerência do técnico Mano Menezes foi manter Leo e Bruno Rodrigo como titulares. O bom desempenho da dupla de zaga nas três partidas anteriores pesou na escolha do comandante. Outrora titular, Manoel, que retornou após cumprir suspensão de quatro jogos, ficou no banco.

O fato é que a defesa do Cruzeiro trabalhou pouco nos 90 minutos. O lance mais perigoso da Chapecoense foi um chute de Kempes, aos 6min. Rafael se esticou e espalmou para escanteio. Os avanços do time catarinense pararam por aí.

No ataque, a pressão celeste foi intensa. Henrique, logo no começo, chutou de fora da área e assustou o goleiro Danilo. Em seguida, Lucas pegou rebote da zaga da Chape e, da entrada da área, carimbou a trave direita. Rafinha, Ramón Ábila e Rafael Sobis também tiveram situações claras, mas a bola insistiu em não entrar. A Raposa ainda reclamou uma penalidade máxima do lateral-direito Gimenez, que tocou com a mão a bola cabeceada por Rafinha. Luiz Flávio de Oliveira interpretou o lance como normal e mandou seguir o jogo.

No segundo tempo, o Cruzeiro continuou em cima da Chapecoense e, aos 8min, conseguiu a grande chance da partida. Num recuo errado de Cléber Santana, Danilo chegou atrasado e cometeu pênalti em Ramón Ábila. Na cobrança, o argentino bateu forte, porém no centro da meta, e viu o goleiro adversário defender com o pé. Aos 26min, Ábila teve oportunidade para se redimir do erro. Posicionado quase na linha da pequena área, ele recebeu ótima assistência de Edimar, contudo, ao chutar de pé esquerdo, mandou a bola ao poste direito.

Não era mesmo o dia da Raposa, que continuou dominando as ações até o fim do confronto, mas esbarrou na falta de pontaria e amargou o sexto empate como mandante na competição.

Foto: SporTV

 

CRUZEIRO 0X0 CHAPECOENSE

CRUZEIRO
Rafael; Lucas, Leo, Bruno Rodrigo e Edimar; Henrique (Ariel Cabral, no intervalo), Lucas Romero, Robinho e Rafinha (Alisson, aos 27min do 2ºT); Rafael Sobis (Willian, aos 20min do 2ºT) e Ramón Ábila
Técnico: Mano Menezes

CHAPECOENSE

Danilo; Gimenez, Neto, William Thiego e Dener; Gil, Matheus Biteco, Cléber Santana e Alan Ruschel (Hyoran, aos 18min do 2ºT); Ananias e Kempes (Bruno Rangel, aos 18min do 2ºT)
Técnico: Caio Júnior

Motivo: 31ª rodada do Campeonato Brasileiro
Estádio: Mineirão, em Belo Horizonte
Data: domingo, 16 de outubro de 2016
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (Fifa/SP)
Assistentes: Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (Asp. Fifa/SP) e Herman Brumel Vani (CBF/SP)
Cartões amarelos: Lucas Romero, aos 44min do 2ºT (CRU); Cléber Santana, aos 44min do 2ºT (CHA)
Público: 17.226
Renda: R$ 381.073,00

 

Reportagem e Fotos: http://www.mg.superesportes.com.br/app/noticias/futebol/cruzeiro/2016/10/16/noticia_cruzeiro,359196/cruzeiro-desperdica-chances-claras-e-fica-apenas-no-empate-com-a-chape.shtml / Vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=Wq_MPKzekFQ

Tags

0 Comentários “Ábila perde pênalti e Cruzeiro fica apenas no empate com a Chapecoense no Mineirão”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ANUNCIE
ANUNCIE

Enquetes

O Portal SG AGORA quer saber, você é a favor, contra ou indiferente ao fechamento do comércio local considerado não essencial em São Gotardo?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...