Para esconder traição, homem manda matar amante e dois bebês de apenas 2 meses que ele teria tido com a mulher fora do casamento

Para esconder os filhos gêmeos que pode ter tido fora do casamento, um comerciante mandou matar os bebês de dois meses e a mãe das crianças com quem teve um caso em Uberaba, no Triângulo Mineiro. Essa é a conclusão da Polícia Civil ao descobrir os corpos em uma estrada em Buritizal (SP). Matusalém Ferreira Júnior, o suposto pai, se apresentou na delegacia e foi preso. Ele será indiciado pelos sequestros, homicídios e ocultação de cadáver.

Segundo a delegada Carla Bueno, ele alegou que Izabella Marquez Gianvechio, 22 anos, o pressionava para fazer exame de DNA. E teria combinado com o pedreiro Antônio Moreira, o “Pedrão”, para matar os três para esconder da família os filhos que teve fora do casamento.

— Ele disse que estava sendo pressionado para assumir essa paternidade.

Apesar de ter faltado duas vezes para realizar o exame, suspeito confirmou à policial que pode ser o pai das crianças.

— Ele confirmou que teve um relacionamento com ela e que possivelmente poderia ser o pai, não descartou essa hipótese.

Os bebês foram mortos a tiros, provavelmente no dia 12, e só tiveram os corpos descobertos por policiais paulistas na terça-feira (17/02).

A jovem mandou mensagem para uma amiga contando que Matusalém marcou um encontro para ver as crianças. Ele teria dito: “Não, te pego na sua casa. Ninguém pode ver, ninguém pode saber”.

Em entrevista na delegacia, o pai de Izabella Gianvechio negou que ela pressionasse o suspeito para assumir a paternidade.

— Eu nunca pedi que minha filha fosse atrás dele. Eu nunca pedi que ele confirmasse que era pai. Nós fomos no laboratório e ele não foi homem de vir aqui fazer (sic).

Na porta da delegacia, cem pessoas, entre amigos e parentes, gritavam por justiça.

Izabella engravidou de gêmeos e pedia para o amante registrar as crianças. Ele admitiu na delegacia que pode ser o pai, mas tentava esconder o fato da família com quem vive.

Matusalém Ferreira marcou um encontro com Izabella e falou que levaria fotos dos filhos para “comparar certinho”, segundo mensagem deixada pela jovem no celular de uma amiga.

As crianças foram executadas nas cadeirinhas bebê conforto em que eram transportadas no carro.

O corpo de Izabella foi descoberto em uma estrada perto de Aramina (SP), a 44 km de Uberaba. As crianças estavam a 4 km de distância.

O pedreiro apontado como executor, Pedrão, foi filmado entrando no carro onde, segundo a polícia, Izabella estava com as crianças. O veículo foi encontrado incendiado em uma fazenda. O suspeito continua foragido.

Entenda o caso:

Terminou em tragédia um caso extraconjugal em Uberaba, no Triângulo Mineiro. A polícia encontrou nesta terça-feira (17) os corpos de dois bebês, mortos a tiros, perto de onde o corpo da mãe foi descoberto no domingo (15).

Os gêmeos foram retirados do carro e executados ainda na cadeirinha de segurança.

O suposto pai das crianças, Matusalém Ferreira Júnior, 44 anos, se entregou na delegacia de Uberaba e contou que mandou um homem matar Izabella Marquez Gianvechio, 22 anos, e os dois filhos que teve com ela, gêmeos de dois meses. Eles tinham saído apenas duas vezes e a jovem engravidou.

As crianças foram deixadas em uma estrada em Buritizal (SP), perto da divisa com Minas Gerais. O comerciante já é casado e se recusava a registrar as crianças. A polícia suspeita que ele tenha cometido o crime porque foi procurado pela jovem para assumir os filhos.

Izabella e os gêmeos sumiram no dia 12 de fevereiro. Ela mandou uma mensagem para uma amiga dizendo que ia se encontrar com Matusalém Ferreira, mas ninguém podia saber. Três dias depois do sumiço, o corpo foi encontrado com um tiro na nuca.

Nesta terça-feira (17), o suspeito de ser o mandante do crime se apresentou na delegacia de Uberaba, prestou depoimento e foi preso. Em seguida, os policiais saíram em diligências e chegaram aos corpos dos bebês com a ajuda de agentes da Polícia Civil de São Paulo.

O executor do crime seria conhecido como Pedrão e é procurado. O carro usado no crime foi encontrado carbonizado em uma fazenda.

Reportagens: Portal R7

Tags

Um comentário em “Para esconder traição, homem manda matar amante e dois bebês de apenas 2 meses que ele teria tido com a mulher fora do casamento”

  1. Karina disse:

    Meu Deus! sem palavras pra tamanha crueldade!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ANUNCIE
ANUNCIE

Enquetes

Em ano de Eleições Municipais, qual a sua nota para atual gestão política de São Gotardo? (Prefeitura e Câmara de Vereadores)

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...