Cristiane Oliveira: Cabelos longos e saudáveis, como faço para ter?

Foto Capa: Arquivo/Portal SG AGORA

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Olá Leitoras e Leitores, sou Cristiane Daniela Oliveira, casada, mãe de dois filhos, proprietária do Espaço Cris (clique aqui e siga no Instagram), empreendedora, ministrante de cursos sobre estética e beleza e atuante como cabeleireira e maquiadora há mais de 20 anos em São Gotardo e agora também colunista do Portal SG AGORA. Mas muitos me conhecem mesmo é como “Cris do Salão” rsrs.

Em nossa coluna de hoje falaremos mais uma vez sobre cabelos, mas de uma forma diferente. Como podemos ter aquele mesmo cabelo forte, longo e bonito que as CELEBRIDADES tem? Qual é a melhor forma para nossos cabelos crescerem saudáveis?

Se você gostou do tema, não deixe de acompanhar nosso texto até o final!!!

Uma boa leitura à todas e à todos!!

MAIS COLUNAS DA CRIS:
.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Quando você pensa em cabelo grande e saudável qual é a primeiro referência que vem à sua mente na maioria das vezes: Alguma celebridade, certo?

E ao se comparar com as celebridades que estão sempre com os cabelos impecáveis, podemos ter a tendência de exagerar e ter a sensação que o cabelo não está crescendo. De alguma forma, você pode estar certa. Os meses passam, mas o comprimento dos cabelos continua o mesmo.

Além da questão estética, a dificuldade no crescimento dos cabelos pode ser sinal de deficiências no organismo, estresse no dia a dia ou até um fator genético. O normal é que o cabelo cresça cerca de um centímetro por mês. Se a pessoa perceber que não está crescendo, precisa investigar a causa disso.

O cabelo pode sofrer com o uso excessivo de chapinha e secador, causando assim o dano mecânico. O protetor térmico é ótimo para amenizar os danos. Antes de tratar o problema porem, é preciso descobrir se o cabelo está com dificuldades para crescer ou está caindo ou quebrando de forma certa em todos os sentidos: clínicos ou psicológicos.

Às vezes, a pessoa tem a falsa impressão de que o cabelo não está crescendo, mas o que há é uma queda ou quebra. Se notar que o cabelo está diminuindo de volume, vá procurar ajuda. Dentre os tratamentos, existem dietas com reposição de nutrientes e medicamentos para regular os hormônios, além de cronogramas capilar (clique aqui e saiba mais).

Existem algumas doenças sistêmicas que provocam a queda e crescimento lento dos fios, como lúpus, tumores ovarianos e hipotireoidismo. A Carência de zinco, ferro e vitaminas A, D, C e E pode prejudicar a estrutura capilar. Uma vida estressante pode ocasionar dermatite intensa, que afeta o crescimento ou acelera a queda. Disfunções nos hormônios sexuais ou na tireoide podem prejudicar o crescimento.

Sobre utilizar produtos em excesso, químicas em cabelos também pode danificar os fios provocando queda ou a quebra. O excesso de óleo natural também pode causar inflamação no couro cabeludo e, com isso, a queda dos cabelos. Por isso a importância de fazer uma boa higiene nos fios. Cabelos mais finos e o crescimento lento podem ser resultados de uma predisposição genética.

Agora, sobre o desenvolvimento e fases do cabelo, a primeira, chamada de anágena, é a fase de crescimento mais ativa e costuma durar entre 2 e 6 anos. Isso é seguido por um período de descanso. A catágena dura de 2 a 3 meses. Por fim, chega a terceira e última etapa, a telógena, em que o cabelo morre e se perde. Este ciclo de vida pode ser alterado por diversos fatores. Um deles é a comida.

Parece lógico, mas se não ingerirmos os nutrientes necessários para o desenvolvimento do nosso corpo, o crescimento capilar vai ser afetado. As proteínas ajudam a produzir aminoácidos, a partir dos quais a queratina é criada, o principal componente do cabelo.

Em dietas radicais, uma alimentação com déficit calórico muito expressivo (ou seja, quando as calorias ingeridas são extremamente menores que a taxa metabólica) trará resultados para o emagrecimento, mas poderá causar sérios problemas ao corpo. As carências de vitaminas, minerais, proteínas, gorduras e carboidratos de boa qualidade também impactam na saúde dos fios e do couro cabeludo.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Se você perceber que seu cabelo está demorando a crescer, pode tentar introduzir à dieta alimentos boas fontes de proteínas como peixe, frango, carne magra, ovos, feijão, quinoa, tofu e leguminosas. “O ovo é rico em proteínas, ácidos graxos, aminoácidos essenciais, vitaminas e minerais como zinco, selênio e ferro.

Esses micronutrientes são envolvidos nos processos de formação da fibra capilar e de multiplicação das células da raiz do cabelo, facilitando o processo de crescimento. Aproximadamente 85% do cabelo é formado de queratina, que é uma proteína. Se não houver sobra de aminoácidos, não há boa síntese de queratina.

Além disso, minerais metálicos como ferro e cobre além de vitaminas do complexo B como a biotina participam da manutenção da saúde capilar. Bom, se mesmo com todos os cuidados e tratamentos você continua com os cabelos curtos e finos e sonha com um “cabelão” longo e volumoso como o das celebridades… uma ótima alternativa que eu indico são os alongamentos (mega hair). Existem várias técnicas, mas isso será assunto de nossa próxima coluna rsrs…

Até a próxima semana!!!!

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

.

Reportagem: Cristiane Daniela Oliveira/Colunista Portal SG AGORA / Foto Capa: Arquivo/Portal SG AGORA

Tags

0 Comentários “Cristiane Oliveira: Cabelos longos e saudáveis, como faço para ter?”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ANUNCIE
ANUNCIE

Enquetes

Com qual nota você avalia o trabalho da Prefeitura Municipal de São Gotardo até este momento?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...